1º Chefe Insígnia da Madeira de PE.


Noite, quente, um Jardim, em Itambé/PE.
Boa noite!
1377450_1418832801673873_164094100_n
Ele levantou a cabeça e me olhou nos olhos, aquele rosto castigado pelos anos, um chapéu em seu colo, daqueles que meu pai usava, de feltro. E em suas mãos uma relíquia, que segurava com mãos firmes.
Respondeu boa noite, pega, estendendo e oferecendo, com suas mãos calejadas a antiga e conservada relíquia, uma das edições do “Guia do Escoteiro” escrito por Benjamin de Almeida Sodré o “Velho Lobo”, lembrei-me de imediato da minha 4ª edição que tenho em casa, e em minha mente veio ”hoje tão poucos, não
á edições nova, é tão importante para os escoteiros tradicionais”.
Abri, olhei, e vi as informações tão atualizadas neste livro. As mesmas aventuras, os mesmos desafios e conflitos do inicio do século 20, que vivenciamos neste principio de século 21.
1458540_606420156066596_13199517_n
De aos jovens a oportunidade de ler e teremos lideres formando “Patrulhas de Escoteiros” por todo o Brasil, assim são os manuais, os guias, servindo para direcionar a boa pratica do escotismo, jovens com a colaboração de adultos.
Devolvi, com um misto de agradecimento, “eis o que devemos resgatar”, o nosso legado, forma simples e objetiva do escotismo de pequenas unidades, e não o emaranhado organizacional que ditam normas contidas em seus “Princípios, Organizações e Regras”, criando estrutura organizacional, infelizmente coisas até certo ponto, necessárias.
Olhando o dono e a relíquia, falei “a primeira edição foi escrita em 1925”, e ele me respondeu com sua voz rouca, coisa do tempo, sim a mais de 88 anos, minha idade, o ano de meu nascimento.
Engoli o nó que subia pela minha garganta, eis a minha frente o homem, o gentil, o amigo, o pai e o mestre, vivendo em uma cidade onde todos o respeitam, quantos adultos o conhecem, e olham para ele com um misto de respeito e consideração, viveu para servir a sociedade e a juventude de Itambé/PE, como um simples Chefe Escoteiro, vi irmãos com sorriso no rosto dizendo, esse é o nosso Chefe Severino, exemplo de cidadão em nossa comunidade.
Severino Alves de Lima, filho de Maria e de Luiz Alves de Lima, nascido em 12/07/1925 em Maraial/PE, Técnico Contábil, Bacharel em Direito, Bacharel em Letras, um querido e simples Chefe Escoteiro.

Nessa noite, quente, a CBE “Confederação Brasileira de Escotismo”, aproveitando a oportunidade, entrega a maior honra que um chefe escoteiro deve portar a IM “Insígnia da Madeira”, a 1ª IM da CBA em Pernambuco, um grande colaborador dessa grande aventura chamada escotismo, honrando o mestre com o devido reconhecimento, respeito e agradecimento.
Parabenizamos a todos os escoteiros de Pernambuco, tendo o nosso Chefe Severino, um exemplo, e usando da mensagem de BP “iniciem com poucos”, pratiquem Escotismo.

Saudações fraternas Escoteiras.

Chefe Everson Sanchez – DCC

Gostou deste post, então da um like e comenta. Vlw :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s