Dia da Mitologia Brasileira


Estamos acostumados a admirar a mitologia de outras culturas (como a egípcia, a grega e a nórdica) mas pouco nos dedicamos aos mitos de nossa terra que é bem rica e diversificada, aproveitando , irei listar aqui só alguns desses mitos tuniquins.

Nhanderuvuçú

Nhanderuvuçú existe mesmo antes de existir o Universo no princípio ele destruiu tudo que existia e depois criou a alma.

Nhanderuvuçú criou as duas almas e, das duas almas surgiu “anhandeci” a matéria.

Depois ele disse para haver lagos, neblina, cerração e rios. Para proteger tudo criou Tupã  que é quem controla o clima, o tempo e o vento.

user uploaded image

Tupã

Tupã é o deus da criação e autor do trovão e dos relâmpagos, criador do raio, e mensageiro de Nhanderuvuçú.

Tupã não era exatamente um deus, mas sim uma manifestação de um deus na forma do som do trovão.

Para os indígenas, antes dos jesuítas os catequizarem, Tupã representava um ato divino, era o sopro, a vida, e o homem a flauta em pé, que ganha a vida com o fluxo que por ele passa.

user uploaded image

Jaci

Jaci, a formosa deusa Jaci, a Lua, a Rainha da Noite que traz suavidade e encanto para a vida dos homens.

No início de todas as coisas, Tupã criou o infinito cheio de beleza e perfeição, povoou de seres luminosos o vasto céu e as alturas celestes, onde está seu reino.

Criou então, a formosa deusa Jaci, a Lua, para ser a Rainha da Noite e trazer suavidade e encanto para a vida dos homens. Mais tarde, ele mesmo sucumbe ao seu feitiço e a toma como esposa.

user uploaded image

GUARACI

Guaraci ou Quaraci na mitologia tupi-guarani é a representação ou deidade do Sol e filho de Tupã, às vezes compreendido como aquele que dá a vida e criador de todos os seres vivos, tal qual o sol é importante nos processos biológicos.

user uploaded image

YORIXIRIAMORI

Esse deus deixava as mulheres encantadas com seu canto,o que despertou a inveja nos homens,que tentaram matá-lo então o deus fugiu sob a forma de um pássaro.

user uploaded image

ANHANGÁ

Deus do inferno e inimigo de Tupã. Pode se transformar em vários animais, e quando aparece para alguém é sinal de má-sorte.

user uploaded image

Ticê

Ticê era uma poderosa feiticeira, muito temida pelo poder que tinha devido aos segredos que conhecia. Ticê usou seus encantos para não ser atingida pela loucura e morte que eram causados pelos olhos de Anhangá, o Deus do submundo. Então ambos puderam olhar para os olhos um do outro e acabaram se apaixonando. Anhangá então levou Ticê para reinar no submundo com ele, tornando-a uma Deusa.

Ticê ainda é muito temida por ser uma poderosa feiticeira e ter domínio sobre a maldade e a inveja.

user uploaded image

Ceuci

Deusa protetora das lavouras e das moradias, seu filho Jurupari, mesmo nome de um peixe brasileiro, nasceu do fruto da Cucura-purumã, árvore que simboliza o bem e o mal na mitologia Tupi-guarani.

user uploaded image

Sumé

Responsável por manter as leis e as regras, Sumé também trouxe conhecimentos como o cozimento da mandioca e suas aplicações. Em virtude da desobediência dos indígenas, Sumé um dia partiu – saiu caminhando sobre o oceano Atlântico, prometendo voltar para disciplinar os índios.

user uploaded image

Akuanduba

De acordo com a mitologia, Akuanduba tocava sua flauta para trazer ordem ao mundo.

Por causa da desobediência do homem, um belo dia Akuanduba resolveu lançar todos à água e os poucos que resistiram tiveram que começar do nada para dar sequência à vida.

user uploaded image

Wanadi

Deus dos iecuanas, ele criou três seres para gerarem o mundo. Os dois primeiros cometeram um erro, e criaram uma criatura defeituosa,que representa os males do mundo. O terceiro concluiu o ato da criação.

user uploaded image

Yebá Bëló

Conhecida também como “A mulher que apareceu do nada”, é uma divindade do mito de criação dos índios dessanas. Segundo eles,os seres humanos surgiram das folhas de coca (ipadu), que ela mascava.

user uploaded image

Xandoré

Deus da Ira e do Ódio, responsável por motivar guerras. É irmão do Anhangá (Deus do Submundo) e se transforma em um falcão. Foi enviado para derrotar o Pirarucu, que desafiou Tupã (Deus do Trovão), mas antes que pudesse matá-lo, o Pirarucu pulou na água e foi transformado em um peixe.

user uploaded image

Pirarucu

Bravo guerreiro, que tinha um coração perverso, cheio de vaidades, egoísmo e excessivamente orgulhoso de seu poder.

Pirarucu também adorava insultar os deuses.

user uploaded image

Iara

Reza a lenda que os irmãos sentiam inveja de Iara, considerada corajosa guerreira e, por isso, resolvem matá-la.

Todavia, no momento do embate, pelo fato de possuir habilidades guerreiras, Iara consegue inverter a situação e acaba matando seus irmãos.

Diante disso, com muito medo da punição de seu pai, o pajé da tribo, Iara resolve fugir, mas seu pai consegue encontrá-la. Como castigo pela morte dos irmãos, ele resolve lançá-la ao rio. Os peixes do rio resolvem salvar a bela jovem transformando-a na sereia Iara.

Desde então, Iara habita os rios amazônicos conquistando homens e depois levando-os ao fundo do rio, os quais morrem afogados.

Acredita-se que se o homem consegue escapar dos encantos de Iara ele fica louco, num estado de torpor e somente um pajé poderá curá-lo.

user uploaded image

Angra

Deusa do fogo na mitologia Guarani.

user uploaded image

Andurá

Árvore fantástica que não se consome, a noite ela se inflama subitamente devido ao fogo das queimadas em tribos indígenas.

user uploaded image

:low_brightness: Fonte 1

🌙Fonte 2

user uploaded image
Apresentação sem título

Gostou deste post, então da um like e comenta. Vlw :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s