Chefe Gilmar Gonçalves recebe Prêmio Vasconcelos Sobrinho


O compromisso com a preservação do meio ambiente é um compromisso com a preservação da humanidade é esse compromisso que esperamos dos nossos Escoteiros – Chefe Gilmar Gonçalves.

Uma data para ficar na memória histórica do Escoteiros Pernambucanos, neste foi realizada a entrega da 30* versão do Prêmio Vasconcelos Sobrinho, cerimônia realizada na cidade do Recife, o prêmio na categoria “Destaque Municipal” foi entregue ao Chefe Escoteiro Gilmar Gonçalves da Silva pela elaboração e realização do Projeto ” Restingas de Igarassu” que visa a recuperação da cobertura vegetal das Restingas existem no Manguezal de Igarassu. Restingas são ilhas localizadas no litoral formadas pelo acúmulo de areia e outros materiais ao longo de milhões de anos onde se fixaram vegetais da mata Atlântica formados desde gramíneas até florestas de 25 metros de altura ou mais. As restingas junto com o manguezal foram os primeiros biomas a sentirem o impacto da chegada dos portugueses no Brasil pois foi dali que foram extraídas as primeiras árvores para a Europa que culminou na grande devastação que vemos hoje. O Chefe é autor do projeto e vem executando junto com os Escoteiros de Igarassu indo periodicamente na restingas que se tornou um local de educação ambiental em parceria com a Agenda 21 de Igarassu que realiza a coordenação pedagógica do projeto. O evento contou com a presença da Vice Governadora Luciana Santos do Vice Prefeito do Recife Luciano Siqueira, do Presidente do CPRH Djalma Paes, Angela Gallo, coordenadora de Educação Ambiental da Gerência de Educação Inclusiva e Direitos Humanos da Secretaria Estadual de Educação também Geny Mendes e Genilse Gonçalves integrantes da equipe de EA educação ambiental, diversas autoridades, dirigentes de organizações além de ambientalistas como Lula do Mel que também foi agraciado com o prêmio a apresentação ficou por conta da jornalista Beatriz Castro, apresentadora do programa global Nordeste Viver e Preservar. Não poderia faltar claro os Escoteiros, Lobinhos e Chefes dos Escoteiros de Igarassu. Chefe Lurdes e Chefe Elisângela da Alcatéia de Igarassu, Pioneiros Jhonattan, Vinícius José e Vinícius Guedes, Chefe Anna Rosa Gonçalves, presidente da Associação Pernambucana de Escoteirismo, deram o prazer da prazer da presença o Chefe Renato César e Mônica Amorim do Grupo Escoteiro Eduardo Campos, compareceram os integrantes da Agenda 21 de Igarassu Pergentina Vilarim e Nadja Margô. ” Não pude comparecer por compromissos profissionais mais me confraternizo com todos os Escoteiros de Igarassu e parabenizo o Chefe Gilmar por nos trazer essa conquista tão relevante para o fortalecimento de nosso trabalho de educação ambiental” diz o Chefe Antônio Jorge Paes Barreto, presidente dos Escoteiros de Igarassu. “Os Escoteiros Pernambucanos estão em plena felicidade por esse prêmio ainda mais por ser o segundo ano consecutivo que somos agraciados, só nos faz ter ainda mais certeza de que estamos no caminho certo, quero agradecer ao Chefe Gilmar por sua dedicação a Agenda 21 de Igarassu, ao prefeito de Igarassu Mário Ricardo por seu apoio a este projeto, queremos cada vez mais fortalecer essa parceria que vem dando certo.” fala da Chefe Anna Rosa presidente da APE.

Após o prêmio os Escoteiros comemoraram com deliciosa pizza!

O PRÊMIO

Fonte: site da CPRH

CPRH reconhece boas práticas ambientais com a entrega do Prêmio Vasconcelos Sobrinho

Empresas, personalidades, ações e projetos foram agraciados na 30ª edição do prêmio realizada no Cais do Sertão, no Bairro do Recife

“Emocionado e com muita satisfação por receber uma premiação com o nome do mestre Vasconcelos Sobrinho, a quem admiro de longa data. Eu segui os passos deles porque as nossas florestas é um patrimônio riquíssimo que pertence a cada brasileiro. E este tem a obrigação e a necessidade de cuidar dela para garantir nossa vida”, disse um dos pioneiros na luta pela preservação da natureza na Estação Ecológica de Caetés, 93 anos, Araripe Serpa. Ele e outras 20 pessoas que se dedicam à causa ambiental foram homenageados na 30ª edição do Prêmio Vasconcelos Sobrinho, honraria dada pelo Governo do Estado, através Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) e da Agência de Meio Ambiente – CPRH, cuja solenidade ocorreu na última segunda (16), no bairro do Recife.

“Hoje, no Brasil, o maior inimigo do meio ambiente é a pobreza, a exclusão, que faz com que as pessoas não tenham a oportunidade de pensar em outras alternativas que não seja a devastação. Por isso, é necessário que a sociedade tenha consciência disso e saiba a importância de destacar essas ações e personalidades que estão garantindo um meio ambiente para as próximas gerações”, ressaltou o secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade, José Bertotti.
Criado em 1990, a premiação visa destacar boas práticas, entre projetos, ações e personalidades que reforcem a importância do meio ambiente no dia a dia da sociedade, e traz o nome do pernambucano João Vasconcelos Sobrinho (1908-1989), uma referência na área de estudos ambientais no Brasil. Este ano, foram premiados sete categorias: Bem-estar animal; Inovação Tecnológica; Pesquisa Ambiental; Projetos e práticas educacionais Ensino Fundamental I,II e Médio; Destaque Municipal; Destaque imprensa; Personalidade do Meio Ambiente, além da certificação de 12 Amigos e Amigas do Meio Ambiente. A novidade desta edição foi a premiação em dinheiro aos primeiros colocados de cada categoria, no valor de R$ 3 mil.

“Para nós, é sempre um prazer e uma honra reconhecer iniciativas como as que concorreram ao prêmio e perceber o compromisso de empresas, organizações não governamentais e pessoas físicas com o meio ambiente. Além do reconhecimento ao mesmo tempo, a premiação é um agradecimento”, colocou o presidente da CPRH, Djalma Paes. A vice-governadora Luciana Santos também participou do evento e destacou a história dos vencedores. “Cada um que ganhou o prêmio tem uma história longa de dedicação à causa ambiental. Que essa motivação possa se reafirmar, porque nós vemos ameaças gigantes e tempos difíceis, de negação do óbvio. É nesses tempos que precisamos nos agigantar. A melhor resposta é perseguir e persistir nos nossos objetivos e caminhos que estamos trilhando para o meio ambiente de Pernambuco”, declarou.

A jornalista Roberta Soares, que conquistou o primeiro lugar na categoria destaque imprensa com a reportagem especial Nova Rotação, publicada no Jornal do Comércio e nos meios multimídia do veículo, destacou a urgência das cidades buscarem um desenvolvimento mais sustentável. “A ideia era exatamente mostrar que as cidades precisam girar de outra forma. É preciso entrar na lógica de mobilidade ativa, para os ciclista e os pedestres; oferecer mais infraestrutura e mudar essa mentalidade carro-dependente que a sociedade tem. O poder público também tem a possibilidade de mudar essa realidade através de legislações, e priorizando outras práticas. Essa mudança de atitude e de mobilidade tem tudo a ver com meio ambiente”, disse ao receber o troféu.

Conheça alguns detalhes sobre os primeiros colocados das categorias do Prêmio Vasconcelos Sobrinho 2019.

Categoria: Bem-estar Animal

1° lugar
Pedro de Assis de Oliveira

Projeto: Bem-estar animal, que atua no resgate de colônias e enxames de abelhas Apis mellifera de centros urbanos e rurais de sete cidades da Região do Pajeú, além, de Garanhuns.

2° lugar

Ariene Cristina Dias Guimarães Bassoli

Programa Adote um Vira-Lata

3° lugar

Goretti Queiroz

Projeto: SOS Cavalos

Categoria: Inovação Tecnológica

1° lugar

Projeto: Bichos da Caatinga – Tecnologia gerando atitude

Responsável: Bruno Bezerra de Souza Pereira

Iniciado em 2016, o projeto tem como objetivo produzir e compartilhar conteúdos, por meio de uma rede colaborativa, sempre destacando a importância da conservação do Bioma Caatinga, seja através de campanhas educativas, expedições ou trilhas e plantio de mudas.
2° lugar

Projeto: Dispositivo de exclusão de fauna acompanhante em redes de arrasto para camarão (DEFA)

Responsável: Vanildo Souza de Oliveira

3° lugar

Portal de Zoologia de Pernambuco

Responsável: Filipe Martins Aléssio

Categoria: Pesquisa Ambiental

1° lugar
Projeto: Ecologia e conservação de crocodilianos na Mata Atlântica de Pernambuco – Projeto Jacaré /UFRPE

Responsável: Jozelia Maria de Sousa Correia

O projeto analisa os aspectos ecológicos das populações de jacaré-de-papo-amarelo (Caiman latirostris) e jacaré-paguá (Paleosuchus palpebrosus) em Pernambuco, fazendo um monitoramento das populações, reprodução das espécies e ações educativas e divulgação científica nas Unidades de Conservação e escolas públicas.

2° lugar

Monitoramento participativo de micro-organismos em policultivos de transição agroecológica no assentamento Chico Mendes III: uma aproximação do conhecimento científico e o conhecimentos dos agricultores

Responsável: Patrícia Vieira Tiago

3° lugar

Caracterização polifásica de fungos isolados de substratos relacionados à melípona scutellaris (apidae meliponini) no ambiente de colmeias racionais.

Responsável: Renan do Nascimento Barbosa

Categoria: Projetos e Práticas Educacionais Ensino Fundamental I, II e Médio

1° lugar

Projeto: Bens ecoturísticos como instrumentos de Educação ambiental na articulação pelo desenvolvimento sustentável em São José do Egito/PE

Responsável: Alex Bruno da Silva Farias

O Projeto de Educação Ambiental é realizado junto a escolas e lideranças locais para desenvolvimento de consciência ecológica e preservação do patrimônio cultural e natural em São José do Egito, e também tem como objetivo estimular a criação de novas lideranças para a causa ambiental.

2° lugar
Horta em casa

Responsável: Fabiane Torres Vilela
3° lugar

Conhecendo os Animais Peçonhentos

Responsável:Felipe Edvaldo da Silva

Categoria: Destaque Municipal

1° lugar

Projeto: Plano de gestão dos Jardins Históricos de Burle Marx em Recife

Responsável: Janaína de Oliveira Granja

O projeto focou na elaboração do Plano de Gestão Participativa dos Jardins Históricos de Burle Marx no Recife, uma ferramenta de planejamento urbano e ambiental pactuada entre o poder público, academia e usuários. Trouxe como resultados um modelo de gestão para ser aplicado nas ações públicas e da sociedade no gerenciamento dos jardins.
2° lugar

Restingas de Igarassu

Responsável: Gilmar Gonçalves da Silva

3° lugar
Sala Verde – Serra Talhada Sustentável

Responsável: Ronaldo Timóteo de Melo Filho

Categoria: Destaque Imprensa
1° lugar
Reportagem Especial Nova Rotação (Jornal do Comércio)

Jornalista: Roberta Soares

O especial “Nova Rotação” ressalta que as cidades estão entrando em colapso, e se encontram cada vez mais impactadas pelo mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento. A reportagem destaca a necessidade de se buscar alternativas ao modelo vigente, com novos valores e estratégias relacionados à mobilidade urbana e reforçando a importância de um desenvolvimento sustentável para minimizar os impactos das mudanças climáticas.

2° lugar
#OxeRecife – Blog com foco grande para as questões do meio ambiente. (oxerecife.com.br)

Jornalista:Letícia Lins

3° lugar

Desmatamento está no debate do País

Equipe jornalística: Renata Monteiro, Mirella Araújo e Eduarda Bravo
Categoria: Personalidade do Meio Ambiente

1° lugar

João Luiz Aleixo da Silva (Lula do Mel)- é natural de Caruaru (PE) e é o idealizador do Solar das Abelhas – Centro de Educação Ambiental de referência sobre abelhas e meio ambiente em Pernambuco (sede em Caruaru)
Instalado em Caruaru, o centro de educação ambiental realiza formação de alunos de escolas e universidade que utilizam o Solar das Abelhas como espaço científico, turístico e cultural. E se propõe a sensibilizar a sociedade sobre a importância da conservação das abelhas nativas e da espécie Apis mellifera, além de difundir atividades e tecnologias de adaptação às mudanças climáticas e de convivência com o semiárido

2° lugar
José dos Santos Semente (in memoriam)
José dos Santos Semente, natural de Recife (PE), nasceu em 27/02/1948.

José Semente era professor da rede pública, ativista das causas comunitária e ambiental por muitos anos, com expressiva atuação na defesa da preservação da Mata do Engenho Uchoa e dos direitos da comunidade do bairro do Barro, na Zona Oeste da cidade, entre outros, por meio do Conam. Faleceu no Recife, em outubro desse ano, aos 71 anos.

3° lugar

Domingos Sávio de França

Empreendedor Socioambiental – Fundador da Startup REECicle – Inovação e Inteligência em Reciclagem, Mantenedor do Centro de Recondicionamento de Computadores do Recife, Membro-fundador da Associação Brasileira de Reciclagem e Inovação – ABRIN.

CERTIFICADO AOS AMIGOS E AMIGAS DO MEIO AMBIENTE
Receberam o Certificado Amigo /Amiga do Meio Ambiente:
Tenente Coronel Bandeira

Representando o Grupamento Tático Aéreo (GTA) da SDS, pelas ações relacionadas ao petróleo nas praias de Pernambuco.

Sidney Marcelino Leite – Organização não governamental Salve Maracaípe

Pelas ações relacionadas a ação de limpeza do petróleo nas praias de Pernambuco.

Diego Vitor Sial de Amorim

Integra a organização não governamental Trilogiabio e é parceiro da CPRH nas atividades relacionadas à fauna silvestre de Pernambuco, principalmente no resgate de animais silvestres que são entregues à CPRH.
Célio do Nascimento André

Natural de Itapissuma, participou ativamente do Curso de Formação de Agentes Populares em Educação Ambiental da Área de Proteção Ambiental (Apa) de Santa Cruz. Está presente em diversas atividades da Apa de forma entusiasmada e voluntária, como nas rodas de Conversa com as Comunidades, nas atividades lúdicas em escolas e espaços públicos e em mutirões de Limpeza.
George Carlos
Desenvolveu pesquisas no Parque Estadual Mata da Pimenteira durante sua graduação e, desde então, é engajado nas atividades da unidade de conservação. É poeta e utiliza a arte para sensibilizar. Participou do projeto para formação de Agentes Populares em Educação Ambiental.

Anderson Caetano da Silva
Idealizador e monitor do projeto Trilha Ecoverdejante, que realiza trilhas ecológicas e ações socioambientais na APA Aldeia-Beberibe desde 2014. As atividades recreativas sempre ressaltam temas como conservação dos rios, flora e fauna da APA Aldeia-Beberibe e incentivando o combate aos desmatamentos, lixões clandestinos e degradação ambiental na Unidade de Conservação.

Araripe Serpa
Um dos pioneiros em defesa do meio ambiente da Estação Ecológica de Caetés. Como observador de aves, foi um dos que sensibilizou a população para lutar contra o aterro sanitário em Paulista, que viria a destruir 157 há de Mata Atlântica. Graças a ele e a outras pessoas que a ele se uniram, a área é a atual Estação Ecológica de Caetés, primeira unidade de conservação do Estado.

Valmir Ramos da Silva

Agente Popular de Educação Ambiental da APA de Guadalupe com uma forte atuação na preservação dos recursos naturais: contribui com uma amplo trabalho educativo e de mobilização para atividades educativas: como o Cine guadalupe, jogos ambientais e exposição, além de que o mesmo é fundador do instituto Ecoeducar e do movimento Praia Limpa e que consiste em um mutirão de limpeza nas praias inseridas na Unidade de Conservação.
Manoel Bernardino Berges.

Morador de uma das comunidades do Refúgio de Vidas Silvestres do Sistemas Matas do Refúgio Gurjaú (RVS Gurjaú), é conselheiro do Comitê e vice-presidente da Associação de Moradores e Agricultores de Porteira Preta, cujo lema é: unidos pela comunidade e pela natureza.

Hélvio Polito

Professor, advogado, artista plástico e procurador Municipal da Prefeitura de Olinda, já atuou como Secretario Estadual e Executivo de Meio Ambiente do Estado de Pernambuco, como Diretor da CPRH e Chefe da Defesa Civil Municipal de Recife e Olinda. Boa parte das legislações ambientais de nosso Estado tem a digital da inovação impressa por Hélvio Polito, como as políticas instituídas para o enfrentamento das mudanças climáticas, a de gerenciamento costeiro, combate à desertificação e de Resíduos Sólidos, entre outras.

Cida Pedrosa

Advogada e poetisa, Cida Pedrosa esteve à frente da secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Recife entre 2013 e 2016. Período suficiente para que ela deixasse um legado para a gestão ambiental do Estado, através de iniciativas como: a requalificação completa do Jardim Botânico, a elaboração do inovador projeto Parque Capibaribe, as obras do Jardim do Baobá e do Cais do Imperador, implantação do programa de educação ambiental Educar para uma cidade sustentável, inclusão de Recife como cidade Modelo do programa internacional Urban Leds.

Ricardo Leitão

Jornalista e presidente da Companhia Editora de Pernambuco (Cepe) desde 2014. Destacou-se como um grande parceiro do Meio Ambiente neste ano ao promover a quinta edição da Feira Nordestina do Livro – Fenelivro com o tema: “Terra viva, compromisso de todos”, chamando a atenção da sociedade para os desastres ambientais que ocorreram no país, além de capitanear uma importante homenagem ao ambientalista e professor Vasconcelos Sobrinho na feira literária e de apoiar a agenda climática de Pernambuco.

Texto: Patrícia Correia
Fotos: Lu Rocha (Semas/PE)

Os comentários estão desativados.