28 de Abril, dia da Caatinga

O ocupação humana da Caatinga remonta a milhares de anos atrás quando chegaram os primeiros seres humanos, a mesma abrigou indígenas de diversas tribos, viu o desenvolvimento e a extinção da mega fauna como o tatu gigante, a preguiça gigante, abrigou dinossauros terrestres e voadores. Mas foi a partir de 1500 que a caatinga iniciou seu declínio com a invasão dos povos vindos da Europa com técnicas de exploração predatórias com o fim de atender as demandas do crescente mercado consumista, o que era uma exuberante floresta corre o risco de ser tornar um deserto árido e sem vida. O homem que vive na Caatinga depende dela assil como hoje a caatinga depende do homem para continuar existindo.

Salve a Caatinga, salve o Sertão!

Escoteiros de Igarassu recebem máscaras de proteção contra o coronavirus.

O dia 23 de abril é emblemático para todos os Escoteiros de mundo, porém o ano de 2020 está sendo diferente, pois com a pandemia da COVID-19, pensamentos e ações estão sendo tomadas para além da mera comemoração de uma data simbólica, gestos concretos são necessários para organizações que executam trabalhos com famílias vulneráveis.

Os Escoteiros de Igarassu, Agenda 21 de Igarassu e Instituto Sempre Alerta no dia 23 de abril realizaram a doaçao de máscaras as famílias dos Escoteiros como forma de mantê-los protegidos nesse período de pandemia nas visitaas foram feitas orientações de como proceder nesse período e sobre como solicitar o auxílio governamental para aqueles que estão com dificuldades de acessar.

Ação Máscara Solidária é lançada em Igarassu.

AÇÃO MÁSCARA SOLIDÁRIA MOBILIZA VOLUNTARIADO

MOBILIZA VOLUNTARIADO

O fórum da Agenda 21 de Igarassu lançou no dia 20 de abril ação onde convida pessoas e organizações para confecionarem máscara de tecido lavável que serão destribuídas gratuitamente à população de Igarassu. A ação consiste em transformar os tecidos foram doados pelo fórum da Agenda 21 em máscaras, para isso é preciso pessoas que cortem, e pessoas costurem a Ação é totalmente voluntária. Muitas pessoas se voluntariam e estão contribuindo nessa momento onde precisamos nos ajudar, obrigado a todos que se voluntariam nessa ação.

Sempre Alerta!

23 de abril, São Jorge e os Escoteiros, muito além de uma imagem.

Dia mundial dos Escoteiros

Baden Powell, definiu São Jorge como patrono dos Escoteiros pelas qualidade as quais são atribuídas a este santo: coragem, fé, compromisso, empatia, honra, altruísmo ou seja tudo que se espera de um Escoteiro. Sabemos é claro que a imagem de São Jorge enfrentando o dragão é uma mera alegoria da idade média que não tem qualquer relação com a realidade, todavia ela representa a imagem que a sociedade espera de sua juventude pois a lenda diz que Jorge chega na cidade e todos estão amedrontados por uma fera que exige um sacrifício diário de uma pessoa viva para saciar sua fome, ao saber que uma jovem seria levada em sacrifício Jorge se revolta e enfrenta a besta matando-a e resgatando a jovem.

Dessa alegoria tiramos a lição de que a juventude deve ser protagonista para resolver as crises pelas quais possa a sociedade que é preciso se lançar ao desafio e vencer os velhos medos, o comodismo, a preguiça e mais do que nunca sempre recusar a tirania dos mentirosos e poderosos que querem a juventude unicamente como massa de manobra, pois Jorge foi executado por não renegar a fé cristã e apesar de ser um bom soldado, útil ao império não se curvou a vaidade do imperador, que sigamos o exemplo e sejamos feito São Jorge!

SALVE JORGE, SALVE JORGE, SALVE JORGE!

22 de abril de 1500, Descobrimento do Brasil – a invasão de uma terra que tinha (tem) dono.

Sendo praticamente consenso entre pesquisadores o conceito de “descoberta do Brasil” é um termo ultrapassado sendo mais adequados conquista, invasão, tomada seguindo a lógica de que quando chegaram os europeus por estas terras já havia há milhares de anos civilizações com culturas, costumes, organização e hierarquia bastante avançados. O processo de tomada das terras do povos nativos que viria a ser o Brasil foi um dos processos mais sangrentos e cruéis que já foi engendrado, tribos e povos inteiros foram dizimados ou assassinados com espadas, armas de fogo e doenças, seguindo-se o sequestro e a escravização dos povos africanos que foi tão cruel quanto o exterminio do povos nativos. Dessa amálgama forçada é que surge o brasileiro uma pessoa que teve que aprender a sobreviver entre a casa grande a senzaça e as matas, esse cidadão teve que dá seu ” JEITO” enquanto lhe foi negado a terra usurpada de seus ancestrais. Mesmo diante de todas essas dificuldades o Brasileiro herdou o melhor dos povos que o formou e conseguiu construir um dos maiores países do mundo e uma das fortes economias da atualidade. O mérito da sociedade brasileira é inegável e sua inteligência é ululante, 22 de abril é um data para lembrar que o processo de submissão que foi projetado para nossos antepassados fracassou e que tomamos às rédeas de nosso própria história.

21 de abril, Tiradentes e a luta por liberdade.

Tiradentes, não foi o líder da inconfidência, esse movimento não foi o mais importante para independência do Brasil, ele sequer se pronunciou pela abolição da escravatura, executado por ordem de Dona Maria I, ela mesma a louca, era o mais empolgado dos inconfidentes fazendo reuniões em sítios, nas matas, nos bares, nos prostíbulos, pelas madrugadas, foi delatado pelos companheiros inconfidentes e foi punido exemplarmente.

Sua maior mensagem foi a de que mesmo que o opressor seja o maior império da terra como era o império português em 1792 você sempre poderá se insurgir contra ele e recusar a tirania.

Escoteiros de Igarassu lançam “Grande Jogo On-line – GJOL” na Hora do Planeta

O Escoteirismo é um método que busca formar líderes com compromisso social e consciência de sustentabilidade com foco na construção de um mundo melhor. Assim o Instituto Sempre Alerta define seu método de formação, são esses compromissos e práticas que esperamos das pessoas: crianças, adolescentes, jovens e adultos que tem a oportunidade de nos conhecer. Sempre Alerta e boa leitura. Gilmar Gonçalves – Escoteiro Chefe de Pernambuco.

Grande Jogo on line, iniciou no dia 27 de Março lançado pelos Escoteiros de Igarassu, o intuito é que os jovens possam cumprir tarefas previamente organizadas pela chefia, o “Grande Jogo On-line – GJOL” acontece durante a quarentena recomendada pelo estado de Pernambuco em função da Pandemia do Corona Vírus que atingiu o Brasil e outros países. Uma das tarefas foi participar da Hora do Planeta com vídeos e fotos e postar no seu insta.

Escoteiros na hora do planeta.

O Escoteirismo é um método que busca formar líderes com compromisso social e consciência de sustentabilidade com foco na construção de um mundo melhor.” Assim o Instituto Sempre Alerta define seu método de formação, são esses compromissos e práticas que esperamos das pessoas: crianças, adolescentes, jovens e adultos que tem a oportunidade de nos conhecer. Sempre Alerta e boa leitura. Gilmar Gonçalves – Escoteiro Chefe de Pernambuco

Fé e sabedoria sempre!

O Escoteirismo é um método que busca formar líderes com compromisso social e consciência de sustentabilidade com foco na construção de um mundo melhor.” Assim o Instituto Sempre Alerta define seu método de formação, são esses compromissos e práticas que esperamos das pessoas: crianças, adolescentes, jovens e adultos que tem a oportunidade de nos conhecer. Sempre Alerta e boa leitura. Gilmar Gonçalves – Escoteiro Chefe de Pernambuco

Lições da Pandemia do Corona Virus parte III – Democracia.

O Escoteirismo é um método que busca formar líderes com compromisso social e consciência de sustentabilidade com foco na construção de um mundo melhor.” Assim o Instituto Sempre Alerta define seu método de formação, são esses compromissos e práticas que esperamos das pessoas: crianças, adolescentes, jovens e adultos que tem a oportunidade de nos conhecer. Sempre Alerta e boa leitura. Gilmar Gonçalves – Escoteiro Chefe de Pernambuco

Salve o dia da água!

O Escoteirismo é um método que busca formar líderes com compromisso social e consciência de sustentabilidade com foco na construção de um mundo melhor.” Assim o Instituto Sempre Alerta define seu método de formação, são esses compromissos e práticas que esperamos das pessoas: crianças, adolescentes, jovens e adultos que tem a oportunidade de nos conhecer. Sempre Alerta e boa leitura. Gilmar Gonçalves – Escoteiro Chefe de Pernambuco

 Lições da Pandemia do Corona Vírus parte II

“O Escoteirismo é um método que busca formar líderes com compromisso social e consciência de sustentabilidade com foco na construção de um mundo melhor.” Assim o Instituto Sempre Alerta define seu método de formação, são esses compromissos e práticas que esperamos das pessoas: crianças, adolescentes, jovens e adultos que tem a oportunidade de nos conhecer. Sempre Alerta e boa leitura. Gilmar Gonçalves – Escoteiro Chefe de Pernambuco

Lições da Pandemia do Corona Vírus parte I.

“O Escoteirismo é um método que busca formar líderes com compromisso social e consciência de sustentabilidade com foco na construção de um mundo melhor.” Assim o Instituto Sempre Alerta define seu método de formação, são esses compromissos e práticas que esperamos das pessoas: crianças, adolescentes, jovens e adultos que tem a oportunidade de nos conhecer. Sempre Alerta e boa leitura. Gilmar Gonçalves – Escoteiro Chefe de Pernambuco

Ecoteiro Karateca, o sonho de uma Escoteira!

“O Escoteirismo é um método que busca formar líderes com compromisso social e consciência de sustentabilidade com foco na construção de um mundo melhor.” Assim o Instituto Sempre Alerta define seu método de formação, são esses compromissos e práticas que esperamos das pessoas que tem a oportunidade de nos conhecer, nesse contexto nasce o projeto Escoteiro Karateca, hoje conheceremos um pouco de um case de sucesso que exemplifica bem nossa convicção, sempre alerta e boa leitura. Gilmar Gonçalves – Escoteiro Chefe de Pernambuco

Me nome é Soniele Maria de Souza Correia, mulher, jovem, periférica, negra, escoteira, kareteca entrei no Escoteiros de Igarassu em abril de 2013, tinha 13 anos de idade, fui incentivada pela minha mãe que sempre achou muito bonito a formação dos Escoteiros de Igarassu, obtive bastante experiência no grupo onde segui até a sênior, em agosto de 2016 comecei a treinar karatê na academia do Rotary Club Igarassu que infelizmente fechou, eu e outros alunos procuramos o Sansey Sidney que nós já conhecíamos da federação ele então disponibilizou sua academia a Fujikan para que pudéssemos treinar, mas os treinos eram nos finais de semana e ficou difícil de continuar no escotismo, foi aí que decidir sair 😦 do grupo para me dedicar aos treinos.

Tive minha primeira experiência em competições estaduais onde eu estaria concorrendo vaga na seleção pernambucana, consegui entra com muito esforço e dedicação, em 2017 tive minha primeira competição nacional onde consegui me classificar para a final do Brasileiro onde consegui ser vice campeã 🙂 Brasileira, desde então minha vida deu um passo enorme, decidir continuar com esporte na vida, e tudo foi ficando cada vez melhor, me inscrevi e fui contemplada com a bolsa atleta do governo do estado de Pernambuco que é um enorme incentivo.

E as conquistas não pararam, todos os dias são novos objetivos, novos sonhos a serem realizados, surgiu então a vontade de compartilhar essas conquistas com outros jovens e de proporcionar a eles um caminho de conquistas assim como o meu, foi então que lembrei dos Escoteiros, e logo em seguida surgiu a idéia de criar o projeto karatê para treinar os Escoteiros, uma ideia nova acredito que inédita, formação de “Escoteiros Karatecas” competidores que levariam o nome dos Escoteiros de Igarassu a competições estaduais, nacionais e quem sabe internacionais.

Dessa maneira sonho com a formoção de atletas profissionais com aulas gratuitos pois muitas crianças e jovens não tem condição de pagar uma academia particular como eu não tinha na época que entrei nos Escoteiros e fui bem acolhida e pude ter experiências que abriram minha visão dessa forma retribuir atenção que me foi dada. Mais a idéia principal e que me deixa muito empolgada é a chance de unir a formação do Escoteirismo como escola de formação de líderes com a prática do Karatê, duas coisas que amo e que como funcionou comigo acredito firmemente que pode funcionar com todos os jovens Escoteiros Karatecas. Agradeço muitos aos Escoteiros de Igarassu na pessoa do Presidente do grupo Chefe Jorgito Barreto e ao Instituto Sempre Alerta na pessoa da Presidenta Chefe Anna Rosa Gonçalves por terem abraçado essa idéia.

Oss Sempre Alerta!

Desafio da rasteira, viral assassino de crianças!

Recentemente sugiu um novo desafio nas redes sociais o DESAFIO DA RASTEIRA que se resume em dois amigos derrubarem um terceiro depois de desafiá-lo a dar um pulo ao lado deles.

Essa “brincadeira” assassina tem causado muitas mortes pelo mundo afora e muitas no Brasil, também pode causar traumatismos cranianos que podem levar lesões cerebrais irreversíveis tanto em adultos quanto em crianças, adolescentes e jovens, quem inventou teve a clara a intenção de assassinar nossas crianças. Os Escoteiros meninos e meninas devem ficar Sempre Alerta com esses desafios, não caiam nessa e denunciem se alguém fez ou se pretende fazer em sua rua ou escola!

Carnaval dos Escoteiros Pernambucanos 2020

Pelo segundo ano, sairá pelas ruas de Igarassu, o “BLOCO CHUTANDO O PAU DA BARRACA” nascido em 2018 com o intuíto de vivenciar o Carnaval com as crianças, adolescentes, jovens e chefes do Grupo Escoteiro Narciso Felix de Araújo. O bloco concentrará no dia 29 de fevereiro as 08:30 na Praça do Escoteirismo ao Lado da Casa dos Escoteiros saindo até a Matriz de Santos Cosme e Damião e retornando pelo Cruzeiro até a sede dos Escoteiros de Igarassu, acompanhará uma orquestra de frevo que vai animar a festa.

O timbu melhora o soro antiofídico!

O timbu é capaz de suportar até 80 picadas de cascavel ou cobra coral verdadeira. Graças a este marsupial, o antídoto contra picadas de cobra venenosas tem ficado mais eficiente, por favor, não os mate!

Há coisas que só a evolução faz para você. Por décadas os cientistas tiveram de quebrar a cabeça para criar antídotos contra o veneno das cobras. Agora, descobriram que uma solução potencialmente melhor foi “desenvolvida” ao longo de milhões de anos pelos gambás sul-americanos, que se alimentam de serpentes.

Pesquisadores da Fiocruz – Fundação Oswaldo Cruz identificaram duas moléculas no sangue dos gambás que têm essa função antiofídica e esperam utilizá-las não apenas para auxiliar quem sofre acidentes com cobras, mas também para tratar doenças humanas, como câncer e osteoartrite. “Em testes in vitro, elas foram eficientes contra o câncer de mama, por exemplo”, afirma Jonas Perales, do Laboratório de Toxinologia, que coordena os estudos.

Perales, que é venezuelano, conta que a primeira pista sobre as substâncias antiofídicas veio da sabedoria popular de seu país. “Na zona rural da Venezuela, as pessoas diziam que o gambá era resistente às picadas, mas não se sabia como”, diz. Conforme as pesquisas progrediram, a equipe descobriu que a resistência não se estende só ao gambá propriamente dito, mas também às cuícas e outros parentes do animal, todos caçadores de cobras, que teriam tido vantagens em desenvolver tais defesas bioquímicas.

Ao vasculhar o sangue dos animais em busca das moléculas responsáveis pela resistência, Perales e seus colegas chegaram a duas substâncias, conhecidas como DM43 e DM64. São glicoproteínas (grosso modo, proteínas unidas a uma forma de açúcar) e, curiosamente, têm estrutura química parecida com a de substâncias do sistema de defesa do organismo, embora elas mesmas não sejam anticorpos. Não é impossível que o organismos dos gambás e afins tenha modificado substâncias já existentes para lidar com o desafio do veneno.

Seja como for, a DM43 e a DM64 parecem especificamente talhadas para neutralizar os principais efeitos do veneno das serpentes da família das viperídeas, entre as quais se incluem as jararacas. As jararacas e afins são responsáveis por 90% dos 20 mil acidentes anuais com cobras no Brasil. “As substâncias são capazes de agir tanto contra o veneno de cobras sul-americanas quanto o de algumas asiáticas”, diz Perales. A primeira molécula contra-ataca a ação das metaloproteases, compostos do veneno que causam forte hemorragia na vítima, enquanto a outra barra as substâncias que matam as células musculares de quem é picado.

“Cremos que elas seriam mais eficientes que os soros atuais para inibir tanto a atividade hemorrágica quanto a miotóxica (que afeta os músculos)”, diz Perales. Para Ida Sano Martins, que estuda a fisiologia de venenos no Instituto Butantan, em São Paulo, a estratégia poderia vencer algumas limitações dos soros antiofídicos atuais. “Mas o problema maior é o dano causado localmente logo depois da picada. Não adianta muito tentar neutralizá-lo depois que o tecido já foi alterado”, diz.

Perales e seus colegas também estão investigando a ação das substâncias contra doenças como o câncer. Motivo: algumas das mesmas moléculas do veneno de serpente parecem estar envolvidas nas doenças humanas. Segundo o pesquisador, a equipe inclusive pediu patentes sobre algumas dessas aplicações, mas, enquanto o pedido não for aprovado, Perales prefere não revelar exatamente do que se trata. (Reinaldo José Lopes/ Folha Online)

Banden Powell o jovem que se tornou maior que seu mundo!

Banden Powell é uma das pessoas que ajudaram a construir o século XX, órfão ainda criança, completou os ensinos com bolsas de estudo, não foi aluno brilhante na escola mas sua mente criativa, inventiva e inquieta levou suas idéias a influenciar diretamente e positivamente milhões de mentes pelo mundo, mais do que isso suas lições por meio do Escoteirismo, ajudaram a manter o equilíbrio na formação de muitos líderes mundiais.

Por José Paz Rodrigues.

De nome completo Robert S. Smyth Baden-Powell, nasceu a 22 de fevereiro de 1857 em Londres, e faleceu em Nairobi (Quénia) o dia 8 de janeiro de 1941. Foi o fundador do escotismo (os “Boy Scouts”). Chegou a ser um herói nacional pelo seu labor na defesa militar de Mafekling, na África do Sul, durante a guerra contra os “Boers”, entre 1899 e 1902. A sua vida desenvolve-se em duas fases claramente diferenciadas. Durante a primeira, sendo oficial do exército vitoriano, percorre como profissional várias colónias (Índia e África do Sul, entre elas). Um temperamento explorador (“scout”) e aventureiro, embora também organizado, faz que mereça importantes distinções.

Duma perspetiva pedagógica esta etapa o leva a uma dupla descoberta:

1. A natureza é portadora de inesgotáveis recursos, não só como quadro onde se podem desenvolver atividades educativas, como também como método natural de educação moral.

2. A possibilidade de aproveitar educativamente os dinamismos naturais que oferecem as crianças e adolescentes organizados em grupo quando se lhes encomenda determinadas tarefas.

O segundo período inicia-se em 1909 com a publicação de Scouting for boys (Explorando para rapazes). O abandono da sua profissão militar em 1910, vai-lhe permitir uma dedicação absoluta e exclusiva ao escotismo até a sua morte. Cria e difunde o escotismo nas suas ponlas masculina e feminina, escreve uma dúzia de livros sobre pedagogia “scout”, viaja por todo o mundo expandindo e vitalizando o movimento “scout”, preside aos “jamborees” – encontros mundiais que celebram os “scouts” (exploradores) cada quatro anos –, anima a preparação de educadores “scouts”, etc.

Entre os seus colaboradores mais diretos temos que mencionar a sua irmã Agnes e a sua esposa Lady Olave St. Clair Baden-Powell. Recolhendo as ideias da “educação nova” e coincidindo com muitos dos seus pedagogos, descobre especificamente que o jogo enriquecido é um agente educativo básico e um elemento dinamizador central nos métodos empregados no escotismo.

PEQUENA BIOGRAFIA:

Por considerá-la muito acertada resenho a seguir uma pequena biografia de Baden-Powell da autoria do brasileiro Caio Dias, um dos maiores especialistas e seguidores do movimento escoteiro no Brasil.

Robert Stephenson Smyth Baden-Powell nasceu em Londres, na Inglaterra em 22 de Fevereiro de 1857. Seu pai reverendo H. G. Baden-Powell, era professor em Oxford. Sua mãe Henrietta Grace Powell era filha do almirante W. Smyth. Seu bisavó Joseph Brewer Smyth tinha ido colonizar os Estados Unidos. Quando Robert ainda tinha 3 anos de idade seu pai faleceu deixando sua mãe com sete filhos. Com frequência haviam momentos difíceis pelo fato de ser uma família tão grande, mas como o próprio B. P. enfatizava “Dificuldades são feitas para serem superadas.” E assim a família continuou em frente.

Em 1870 entrou na escola Charterhouse em Londres, com uma bolsa de estudos. Não era o aluno mais exemplar, mas era um dos mais vivos. Estava sempre metido em tudo que ocorria no pátio, e acabou se tornando famoso por ser o goleiro da equipa de futebol de Charterhouse. Seus amigos gostavam muito de suas habilidades de ator, sempre que pediam Robert improvisava e fazia todos morrerem de rir. Mas não tinha vocação somente nas artes cênicas, como também tinha em música e desenho o que lhe mais tarde permitiu ilustrar suas obras.

Aos 19 anos de idade aceitou a oportunidade de ir para à Índia como subtenente do regimento que formava a cavalaria da Guerra da Crimeia. Além de sua excelente carreira militar, recebeu o troféu mais desejado na Índia, o troféu “Sangrar o porco”, era uma caça ao javali selvagem a cavalo, e como única arma uma lança curta”. Esse era um dos desportos mais perigosos da Índia, pois o javali selvagem é habitualmente citado como “o único animal que se atreve a beber água no mesmo lago com um tigre”.

Em 1887 participou da campanha contra os Zulus na África onde foi promovido a major, mais tarde também lutou contra as ferozes tribos dos Ashantis e os selvagens guerreiros Matabeles. Os nativos temiam tanto Baden-Powell que lhe deram o nome de “Impisa”, o lobo que nunca dorme, por sua coragem e sua incrível habilidade de seguir pistas.

Chegou o ano de 1899 que teve grande importância na vida de Robert, quando foi promovido a Coronel. Foi designado para a guerra dos boers na África do Sul, onde acontece o cerco de Mafeking. Foi no cerco de Mafeking que B. P. recebe seu renome de herói de guerra. Mafeking era uma cidadezinha localizada na África do Sul, que se projetou para o mundo quando se tornou cenário do conflito entre os boers e os britânicos. A cidade foi cercada pelos boers de 11 de outubro de 1899 a 16 de maio de 1900, durante duzentos e dezessete dias no total. A população da cidade era de 9300 habitantes. Havia 1214 oficiais e praças ao lado dos britânicos e 6000 ao lado dos boers. Um fato de grande importância que ajudou Baden-Powell a acabar com o cerco de Mafeking foi a utilização dos jovens em trabalhos auxiliares.

Foi promovido a major-general e visto como herói por seus compatriotas. Em 1901 retornou a Inglaterra a ficou surpreso com o sucesso de seu livro que escreveu para militares: Aids to Scouting (Ajudas à Exploração Militar). O livro estava sendo usado nas escolas masculinas, B. P. viu isso como um desafio, e começou a se dedicar em um novo livro, aproveitando e adaptando sua experiência na Índia e na África entre os Zulus e outras tribos selvagens. Reuniu uma biblioteca especial e estudou nestes livros os métodos usados em todas as épocas para a educação e o adestramento dos rapazes. Querendo esta ser de que sua ideia poderia ser posta em pratica, no final de julho de 1907 Baden-Powell foi à ilha de Brownsea com 20 rapazes, e realizou o primeiro acampamento escoteiro. O acampamento teve o maior sucesso.

Nos primeiros meses de 1908 lançou seis fascículos do seu manual de adestramento, o Escotismo para Rapazes. Robert não tinha ideia de como o guia afetaria os jovens do mundo inteiro. O guia mal foi posto nas livrarias e já surgiram patrulhas e tropas escoteiras não só na Inglaterra mais em outros países também. Então em 1910 B. P. compreendeu que o Escotismo seria sua nova vida. Pediu demissão do Exército onde havia chegado a tenente-general e ingressou na sua “segunda vida”, como costumava chamá-la, sua vida de serviço ao mundo por meio do Escotismo.

baden-powell-com-escoteiros

Em 1912 fez uma viagem ao redor do mundo para contatar escoteiros de muitos outros países, assim o Escotismo foi dando os primeiros passos para uma fraternidade mundial. O movimento continuou a crescer, quando o Escotismo completou 21 anos já estava com mais 2 milhões de integrantes. Nesta ocasião Baden-Powell recebeu do rei Jorge V a Honra de ser elevado a barão, sob o nome de Lord Baden-Powell of Gilwell. Mas apesar deste título, para todos os escoteiros ele continuou e continuará sempre sendo B-P, o Escoteiro-Chefe-Mundial.

Depois de completar 80 anos, regressou a África com sua esposa, Lady Baden-Powell que era a Chefe Mundial das “Girls Guides” (bandeirantes). Fixaram sua residência no Quênia onde as florestas tinham quilômetros de extensão e no horizonte montanhas com picos cobertos de gelo. E é no Quênia que B. P. morre faltando pouco mais de um mês para fazer 84 anos de idade, o dia 8 de janeiro de 1941.

FICHAS TÉCNICAS DOS DOCUMENTÁRIOS:

1. Baden-Powell. Escotismo.

Duração: 9 minutos.

Ver em: https://www.youtube.com/watch?v=aMQ-QROpmqc

2. A última mensagem de Baden-Powell.

Duração: 2 minutos.

Ver em: https://www.youtube.com/watch?v=Fdvee0KKnDw

3. Acampamento grupo de escoteiros. (Brasil, ano 2012).

Duração: 6 minutos. Fotografia a cores.

Ver em: https://www.youtube.com/watch?v=OjIng-tVW8U

4. Seja um escoteiro.

Duração: 4 minutos. Brasil, ano 2011.

Ver em: https://www.youtube.com/watch?v=7ivah7J9vrw

5. O início do escotismo e seu fundador Robert Baden-Powell.

Duração: 62 minutos.

Ver em: https://www.youtube.com/watch?v=H2HiUJnZVow

6. Vida e obra de Baden-Powell (História do Escotismo).

Duração: 47 minutos (a cores). Diretor: Felipe Brito.

Ver em: https://www.youtube.com/watch?v=zTf898xJGQ8

7. A história de Baden-Powell.

Duração: 16 minutos (a cores).

Ver em: https://www.youtube.com/watch?v=w1WquPBPEbQ

O VALOR EDUCATIVO DO ESCOTISMO:

O escotismo foi um movimento juvenil educativo e de tempo de lazer fundado por Baden-Powell a princípios do século XX. No seu nascimento há que ter presentes ao menos três fatores: a implantação das ideias pedagógicas da Escola Nova, a situação social da Inglaterra depois de consolidada a revolução industrial e uma personalidade de alto nível educativo como Robert Baden-Powell.

A sua expansão é rápida e hoje calculam-se uns 15 milhões de escoteiros (“scouts”) repartidos em mais de 120 países dos cinco continentes, tendo sabido adaptar-se a diferentes meios e culturas, e procurando a paz e a educação internacionais. O organismo reitor no escotismo mundial é o “World Scout Bureau”. Centros permanentes de acolhida internacional são Gilwell (Inglaterra) e Kandersteg (Suíça). Funcionam independentes os ramos masculino (escoteiros, “scouts”) e femenino (“guias”), embora, nas associações de escoteiros de países como França, Espanha e outros tenha sido introduzida a coeducação.

O escotismo adapta-se ao ritmo e sociedade em que vive, embora mantenha umas constantes que atraem crianças e adolescentes de todo o mundo: apoia-se no próprio dinamismo infantil, oferece às crianças um espaço de liberdade e criatividade, permite-lhes viver ao seu nível a experiência de uma pequena sociedade e desenvolve o desejo natural de ser útil a alguém ou algo. Pressupostos mínimos do escotismo são: a relação educativa que se estabelece entre o grupo de educadores adultos e a criança ou adolescente; aproximação ao momento evolutivo que vive a criança; considerar a criança como o principal ator do seu desenvolvimento; ter-se mantido fiel a uma rica tradição de pedagogia ativa.

O instrumento básico da pedagogia escoteira é o jogo. Considera-se o escotismo como esse grande jogo permanente que favorece o desenvolvimento integral da criança: o carácter, ou o que hoje chamamos personalidade. Por meio da habilidade manual fomenta a criatividade, a saúde e o desenvolvimento corporal, o serviço aos outros, a descoberta da própria existência.

O método escoteiro é progressivo e tem presente a evolução da criança. Daí a existência de ramos e o passo previsto de um a outro: lobinho ou lobito (8 a 11 anos), escoteiro ou explorador (12 a 14 anos), pioneiros (14 a 16 anos), sênior ou caminheiros (17 em adiante). O núcleo educativo base é o grupo, que vai adquirir diversos nomes: matilha ou bando, patrulha, equipa, etc. Este método educativo estrutura-se a partir do jogo social espontâneo, a última fase da evolução lúdica infantil. Os componentes do jogo de regras, segundo Piaget – ação, imaginação, associação, distribuição de papéis, organização, regras – recolhem-se no jogo escoteiro. A ação desenvolve-se no escotismo por meio dos centros de interesse adaptados a cada idade. Por isso, encontramo-nos com o safari, a aventura, a empresa, o “raid”, etc.

A lei escoteira nasce como proposta de valores que a criança assume enquanto regras de jogo. Não é disciplina imposta, mas algo que atrai e por isso se cumpre. Todo o jogo tem lugar num espaço, um quadro. No escotismo esse lugar privilegiado é a natureza – saídas ao campo, acampamentos, roteiros, etc. – embora, também o é o “local”, um território. Hoje pode considerar-se o escotismo como uma contribuição de primeira ordem na pedagogia do tempo de lazer para crianças e adolescentes.

IDEIA E ORIGEM DO ESCOTISMO:

Baden-Powell pôs-se a trabalhar, aproveitando e adaptando sua experiência na Índia e na África entre os Zulus e outras tribos do sul da África. Reuniu uma biblioteca especial e estudou nestes livros os métodos usados em todas as épocas para a educação e o adestramento dos rapazes, desde jovens espartanos, os antigos bretões, os peles-vermelhas, até os nossos dias. Lenta e cuidadosamente, foi desenvolvendo a ideia do escotismo. Queria estar certo de que a ideia podia ser posta em prática, e por isso, no verão de 1907 foi com um grupo de 20 rapazes separados por 4 patrulhas (Maçarico, Corvo, Lobo, Touro) para a Ilha de Brownsea, no Canal da Mancha, para realizar o primeiro acampamento escoteiro que o mundo presenciou. O acampamento teve um completo êxito. Nos primeiros meses de 1908, lançou em seis fascículos quinzenais o seu manual de adestramento, o “Escotismo para Rapazes“ sem sequer sonhar que este livro iria por em ação um movimento que afetaria a juventude do mundo inteiro. Mal tinha começado a aparecer nas livrarias e nas bancas de jornais e já surgiram patrulhas e escotistas não apenas na Inglaterra, mas em muitos outros países. O movimento cresceu tanto que em 1910, Baden compreendeu que o Escotismo seria a obra a que dedicaria a sua vida. Teve a visão e a fé de reconhecer que podia fazer mais pelo seu país adestrando a nova geração para a boa cidadania do que preparando meia-dúzia de homens para uma possível futura guerra. Pediu então demissão do Exército onde havia chegado a tenente-general e ingressou na sua “segunda vida”, como costumava chamá-la, sua vida de serviço ao mundo por meio do Escotismo. Em 1912, fez uma viagem à volta do mundo para contatar os escoteiros de muitos outros países. Foi este o primeiro passo para fazer do Escotismo uma fraternidade mundial.

Quando as forças de Baden-Powell afinal começaram a declinar, depois de completar 80 anos de idade, regressou à sua amada África com a sua esposa, Lady Olave Baden-Powell, que fora uma entusiástica colaboradora em todos os seus esforços, e que era a Chefe-Mundial das “Girl Guides” (Guias), movimento também iniciado por Baden-Powell.

Olave St. Clair Soames nasceu na Inglaterra. Seus pais Harold Soames e Katharine Hill tinham já um casal de filhos. Olave gostava muito de animais, de caminhar ao ar livre, de música e desportos. Mas foi a bordo de um navio pelo Atlântico que a vida da jovem Olave Soames mudou radicalmente e entrou para a história bandeirante. Em janeiro de 1912, Olave e seu pai embarcaram no navio “Arcadian”, para um cruzeiro turístico, no qual também estava a bordo, o famoso herói de guerra e fundador do Escotismo chamado Robert Baden-Powell. Ali conheceu Baden e também a Chefa americana Juliette Low, velha amiga dele, que fundara a Associação de Girl Scouts nos EUA. O namoro entre os dois iniciou-se naquele cruzeiro de 20 dias e no qual eles puderam se conhecer, descobrir muitas coisas em comum, inclusive que, seus aniversario caiam no mesmo dia, 22 de fevereiro. Na época Powell tinha 55 anos e Olave, 23 anos. Em outubro daquele mesmo ano, Powell e Olave casam em uma cerimônia simples na igreja de São Pedro, em Londres. Desde então Olave passou a ser reconhecida pelo nome de Lady Olave Baden-Powell.

Fixaram residência no Quênia, num lugar tranquilo e com um panorama maravilhoso: florestas de quilômetros de extensão tendo ao fundo montanhas de picos cobertos de neve. Onde morreu Baden-Powell, em 8 de Janeiro de 1941, faltando um pouco mais de um mês para completar 84 anos de idade. Encontra-se sepultado na Saint Peter’s Churchyard, Nyeri, no Quénia.

AS SUAS PALAVRAS EM DUAS CARTAS:

São muito lindas as cartas que Baden-Powell escreveu aos monitores das patrulhas escoteiras e a sua carta de despedida. Resenhamos a seguir os textos das mesmas:

1. Carta aos guias de patrulha ou monitores:

“Quero que vocês, guias de patrulha, entrem em ação e adestrem as vossas Patrulhas inteiramente sozinhos e ao vosso jeito porque, para vocês, é perfeitamente possível pegar em cada rapaz da Patrulha e fazer dele um bom camarada, um verdadeiro Homem. De nada vale ter um ou dois rapazes admiráveis e o resto não prestar para nada. Vocês devem fazer deles inteiramente bons.

Para conseguir isso, a coisa mais importante é o próprio exemplo, porque, o que vocês fizerem, os vossos Escoteiros farão.

Mostrem a todos eles que vocês sabem obedecer às ordens dadas, sejam elas ordens verbais, ou sejam regras que estejam escritas ou impressas; e que vocês cumprem as ordens, esteja ou não o Chefe escoteiro presente. Mostrem que conseguem conquistar distintivos de Especialidades e, com um pouco de persuasão, os vossos rapazes seguirão o vosso exemplo.

Mas, lembrem-se que vocês devem guiá-los, e não empurrá-los.

Baden-Powell of Gilwell.”

2. Carta de despedida:

baden-powell-foto-1“Escoteiros: Se vocês tiverem visto a peça “Peter Pan”, deverão estar lembrados de que o chefe-pirata estava sempre fazendo o seu “discurso de moribundo”, porque receava que, possivelmente, quando chegasse a hora de ele morrer, não tivesse mais tempo para dizer tais coisas.

Acontece quase a mesma coisa comigo e, assim, e embora neste momento eu não esteja morrendo – qualquer dia destes eu morrerei –, quero enviar a vocês uma palavra de despedida. Lembrem-se de que será a última vez que vocês ouvirão minhas palavras. Portanto, pensem bem nelas. Eu tenho tido uma vida muito feliz e quero que cada um de vocês também tenha uma vida feliz. Acredito que Deus nos colocou neste mundo alegre para que sejamos felizes e para aproveitarmos a vida. A felicidade não provém do fato de ser rico, nem meramente de ter sido bem sucedido na carreira; e, tampouco, de sermos indulgentes para com nós mesmos. Um passo na direção da felicidade é o de tornar-se saudável e forte enquanto se ainda é jovem, de sorte que possa vir a ser útil e aproveitar a vida quando for homem.

O estudo da natureza mostrará a vocês quão repleto de coisas belas e maravilhosas Deus fez o mundo para vocês aproveitarem. Alegrem-se com o que receberam e façam bom proveito disso. Olhem para o lado bom das coisas, ao invés do lado ruim delas. Contudo, a melhor maneira de obter felicidade é proporcionar felicidade a outras pessoas. Tentem deixar este mundo um pouco melhor do que o encontraram e, quando chegar a vez de morrerem, possam morrer felizes com o sentimento de que, pelo menos, não desperdiçaram o tempo, mas fizeram o melhor que puderam. Estejam preparados, desta maneira, para viverem e morrerem felizes, sempre fiéis à Promessa Escutista, até mesmo depois que deixarem de ser jovens – e que Deus os ajude a cumpri-la. Vosso amigo, Baden-Powell.”

TEMAS PARA REFLETIR E REALIZAR:

9brs-baden-powell-scoutingVemos os documentários citados antes, e depois desenvolvemos um Cinema-fórum, para analisar a forma (linguagem fílmica) e o fundo (conteúdos e mensagem) dos mesmos, assim como os seus conteúdos.

Organizamos nos nossos estabelecimentos de ensino uma amostra-exposição monográfica dedicada a Robert Baden-Powell, a sua vida, a sua obra, as suas ideias, o seu pensamento pedagógico, a sua criação do movimento escoteiro (e a sua difusão por todo o mundo) e as suas publicações. Na mesma, ademais de trabalhos variados dos escolares, incluiremos desenhos, fotos, murais, frases, textos, lendas, livros e monografias. A citada amostra há de incluir também uma secção especial dedicada ao funcionamento de grupos escoteiros em diferentes países do mundo.

Desenvolveremos um Livro-fórum em que participem todos os escolares e docentes. O livro da sua autoria mais adequado para ler é o intitulado Escotismo para rapazes, editado pela primeira vez em 1908. E ainda seria mais interessante organizar com os estudantes da nossa escola um acampamento, seguindo o modelo de atividades lúdicas e de descoberta da natureza que realizava Baden nos seus. Também podemos organizar com os nossos escolares ao longo do ano diversos roteiros pela natureza próxima à nossa escola e por parques naturais galegos e da nossa área.

About Latest Posts

José Paz Rodrigues

É Professor de EGB em excedência, licenciado em Pedagogia e graduado pela Universidade Complutense de Madrid. Conseguiu o Doutoramento na UNED com a Tese Tagore, pioneiro da nova educação. Foi professor na Faculdade de Educação de Ourense (Universidade de Vigo); professor-tutor de Pedagogia e Didática no Centro Associado da UNED de Ponte Vedra desde o curso 1973-74 até à atualidade; subdiretor e mais tarde diretor da Escola Normal de Ourense. Levou adiante um amplíssimo leque de atividades educativas e de renovação pedagógica. Tem publicado inúmeros artigos sobre temas educativos e Tagore nas revistas O Ensino, Nós, Cadernos do Povo, Vida Escolar, Comunidad Educativa, Padres y Maestros, BILE, Agália, Temas de O ensino, The Visva Bharati Quarterly, Jignasa (em bengali)… Artigos sobre tema cultural, nomeadamente sobre a Índia, no Portal Galego da Língua, A Nosa Terra, La Región, El Correo Gallego, A Peneira, Semanário Minho, Faro de Vigo, Teima, Tempos Novos, Bisbarra, Ourense… Unidades didáticas sobre Os magustos, Os Direitos Humanos, A Paz, O Entroido, As árvores, Os Maios, A Mulher, O Meio ambiente; Rodrigues Lapa, Celso Emílio Ferreiro, Carvalho Calero, São Bernardo e o Cister em Ourense, em condição de coordenador do Seminário Permanente de Desenho Curricular dos MRPs ASPGP e APJEGP.

Abertura do ano Escoteiro 2020

Neste primeiro de fevereiro foi realizada a abertura do ano Escoteiro 2020 na cidade de Igarassu, houve orientação vocacional, palestra sobre o tempo de andada do GUAIAMUM, jogos, mas também, pipoca, algodão doce, pula-pula, uma dia produtivo ao estilo dos Escoteiros!

O Escoteiro que enganou Adolf Hitler!

Ele roubou um carro e fugiu de Auschwitz disfarçado de oficial nazista.

.

Fonte: https://www.gazetadopovo.com.br

Neste dia em que comemoramos 75 anos da libertação de Auschwitz vamos falar de uma das fugas mais fantásticas que aconteceu naquele campo de concentração. Os arquitetos desse plano? Escoteiros!

Kazimierz Piechowski, membro adolescente dos Escoteiros na Polônia que se tornou um dos primeiros prisioneiros de Auschwitz e liderou uma fuga corajosa do campo de extermínio nazista, ajudando a roubar o carro do comandante e se passando por um oficial furioso da SS.

Kazimierz Piechowski foi um dos poucos judeus a conseguir escapar do temido campo de prisioneiros. Para isso, ele elaborou um complexo plano de fuga.

Piechowski tinha 19 anos quando o exército alemão invadiu a Polônia e começou a matar padres, intelectuais e membros da organização de Escoteiros no país em setembro de 1939, temendo – corretamente – que os escoteiros ajudariam a lançar as sementes da resistência.

Quando os comunistas consolidaram o poder na Polônia depois da guerra, Piechowski foi sentenciado a dez anos de prisão como um inimigo do estado, de acordo com o jornal de Londres, Mail on Sunday. Ele foi solto depois de sete anos. Depois disso, ele trabalhou como engenheiro no navio Gdansk.

“Eu sou Escoteiro, então eu tenho que fazer a minha obrigação – e ser alegre e agradável”, contou ele ao The Guardian. “E eu serei um Escoteiro até o fim da minha vida.” – Kazimierz Piechowski –

Saiba mais em: http://www.gazetadopovo.com.br/ideias/ele-roubou-um-carro-e-fugiu-de-auschwitz-disfarcado-de-oficial-nazista-cs3v4eijscffyt20p36xn4cav/amp/?fbclid=IwAR2evQ8ICKxZH7QqXzzLcHSAGopVqP0j0n7WngrOv4mEobKW86W0EEoO4WM

Escoteiros de Igarassu promovem formação de Chefes Escoteiros.

A formação é parte fundamental no exercício do voluntariado.

N

Este sábado os Escoteiros de Igarassu promoveram a formação do seu corpo de voluntariado a condução ficou por conta do Formador Diviol Lira, a metodologia foi a de imersão na vivência do Livro da Jangal que é o livro motivador do Ramo Alcatéia, de autoria de Rudyard Kipling é um dos mais importantes livros do Escoteirismo e deve ser lido e vivenciado com frequência. Um momento importante de troca de experiências pois participaram membros dos do Grupo Amigos da Lagoa da Araçá em Recife, onde se está instalando um grupo de Escoteiros e também da Comunidade do Sítio dos Pintos em Recife onde haverá a instalação de um grupo de Escoteiros. Os Escoteiros de Igarassu são uma referência de quase 50 anos na prática do Escoteirismo em Pernambuco e exercem um papel fundamental no estímulo a formação de outros grupos. A formação deverá ser encerrada em novembro onde as participantes receberam a Insígnia de Madeira que é como se chama a formação do adulto no Escoteirismo.

Associação Escoteira mais antiga do mundo chega ao Brasil.

OWS, a mais antiga associação mundial de Escoteiros, fundada em 11/11/1911 finalmente chega ao Brasil e tem projetos audaciosos para implantar a prática do Escotismo original.

Agora estamos muito felizes com a conquista e a concretização de um sonho que agora torna-se uma realidade. Como Entidade Escoteira em nível nacional, a OWS BRASIL, podemos caminhar nos passos do nosso Fundador Baden-Powell e baseados na Irmandade Mundial da Ordem Mundial dos Escoteiros (OWS) avançarmos ainda mais. Muito obrigado, Simon Morley, Secretário Internacional da OWS pelo empenho e apoio.

SEMPRE ALERTA!

Reinaldo Azevedo, representante da OWS no Brasil.

Dia mundial pela tolerância religiosa!

Esta data tem o objetivo de promover o respeito, a tolerância e o diálogo entre todas as diversas religiões existentes no mundo, que pregam como princípio a bondade.

A religião é parte importante no programa Escoteirista mas também é possível não ter nenhuma religião e mesmo manter os princípios éticos e moraes que se desejam de um der humano que tenha compromisso o bem estar da sociedade.

A ideia da criação desta data teria ocorrido em dezembro de 1949, através de uma Assembleia Religiosa Nacional dos Baha’is, uma religião monoteísta fundada pelo líder Bahá’u’lláh, em meados do século XIX, na Pérsia.

A ideia é incentivar a convivência pacífica entre todas as diferentes ideologias religiosas e doutrinais, evitando a intolerância religiosa. Isso porque as questões religiosas sempre foram motivo para as piores guerras e conflitos que a humanidade já presenciou.

Assim, nesta mesma data, o Brasil comemora o Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa, como um reforço ao objetivo proposto pelo Dia Mundial da Religião.

De acordo com o preceito do Dia Mundial da Religião, não importa se a religião é monoteísta (acredita em um deus) ou politeísta (acredita em vários deuses e entidades), quase todas buscam em essência o mesmo objetivo: a paz e o respeito entre os seres humanos e a natureza.

Fonte: radiojotafm.com.br

Domingão Escoteiro na Lagoa do Araçá!

Domingão Escoteiro leva jogos, ativadades e muita diversão para a Lagoa do Araçá!

Neste sábado dia 19 de Janeiro foi realizado o DOMINGÃO ESCOTEIRO na Lagoa do Araçá no Bairro da Imbiribeira na Cidade do Recife, a Associação Pernambucana de Escoteiros foi convidada pelos Amigos da Lagoa Araçá como parte do projeto “AÇÃO DE PROTEÇÃO DA LAGOA DO ARAÇA” O evento aconteceu na praça principal da Lagoa do Araçá e foram realizadas pelos Escoteiros atividades com nós e amarras, cordas aéreas, houve também contação de histórias, oficina produção de horta doméstica e capoeira realizadas entidades parceiras. As crianças e adolescentes participaram de forma ativa e pro-ativa de maneira a serem sempre protagonistas. A atividade contou com a participação dos Escoteiros de Igarassu, Grupo Escoteiro Duarte Coelho e da Coordenação do Movimento De Amor Pela Lagoa do Araçá Patrícia Fradique,Almir Fradique de Almeida, Fred Augusto Zeferino, Carla Cristina de Faria Silva, e Eurico Freire a ação teve o apoio da Professora Genilse Gonçalves e do Engenheiro Agrônomo Ivogenes Alves da Silva, além das mais de 200 crianças e suas famílias.

Equipe do Domingão Escoteiro:

Diviol Lira – Chefe

Vinícius José – Pioneiro

Danilo Jhonattan – Pioneiro

Maria Silva – Escoteira

Muryllo Gonçalves – Sênior

Everton Antônio – Sênior

Cláudia Lima – Sênior

Eduardo – Sênior

Sérgio Santos – Chefe

Gilmar Gonçalves – Chefe

Chefe Gilmar Gonçalves recebe Prêmio Vasconcelos Sobrinho

O compromisso com a preservação do meio ambiente é um compromisso com a preservação da humanidade é esse compromisso que esperamos dos nossos Escoteiros – Chefe Gilmar Gonçalves.

Uma data para ficar na memória histórica do Escoteiros Pernambucanos, neste foi realizada a entrega da 30* versão do Prêmio Vasconcelos Sobrinho, cerimônia realizada na cidade do Recife, o prêmio na categoria “Destaque Municipal” foi entregue ao Chefe Escoteiro Gilmar Gonçalves da Silva pela elaboração e realização do Projeto ” Restingas de Igarassu” que visa a recuperação da cobertura vegetal das Restingas existem no Manguezal de Igarassu. Restingas são ilhas localizadas no litoral formadas pelo acúmulo de areia e outros materiais ao longo de milhões de anos onde se fixaram vegetais da mata Atlântica formados desde gramíneas até florestas de 25 metros de altura ou mais. As restingas junto com o manguezal foram os primeiros biomas a sentirem o impacto da chegada dos portugueses no Brasil pois foi dali que foram extraídas as primeiras árvores para a Europa que culminou na grande devastação que vemos hoje. O Chefe é autor do projeto e vem executando junto com os Escoteiros de Igarassu indo periodicamente na restingas que se tornou um local de educação ambiental em parceria com a Agenda 21 de Igarassu que realiza a coordenação pedagógica do projeto. O evento contou com a presença da Vice Governadora Luciana Santos do Vice Prefeito do Recife Luciano Siqueira, do Presidente do CPRH Djalma Paes, Angela Gallo, coordenadora de Educação Ambiental da Gerência de Educação Inclusiva e Direitos Humanos da Secretaria Estadual de Educação também Geny Mendes e Genilse Gonçalves integrantes da equipe de EA educação ambiental, diversas autoridades, dirigentes de organizações além de ambientalistas como Lula do Mel que também foi agraciado com o prêmio a apresentação ficou por conta da jornalista Beatriz Castro, apresentadora do programa global Nordeste Viver e Preservar. Não poderia faltar claro os Escoteiros, Lobinhos e Chefes dos Escoteiros de Igarassu. Chefe Lurdes e Chefe Elisângela da Alcatéia de Igarassu, Pioneiros Jhonattan, Vinícius José e Vinícius Guedes, Chefe Anna Rosa Gonçalves, presidente da Associação Pernambucana de Escoteirismo, deram o prazer da prazer da presença o Chefe Renato César e Mônica Amorim do Grupo Escoteiro Eduardo Campos, compareceram os integrantes da Agenda 21 de Igarassu Pergentina Vilarim e Nadja Margô. ” Não pude comparecer por compromissos profissionais mais me confraternizo com todos os Escoteiros de Igarassu e parabenizo o Chefe Gilmar por nos trazer essa conquista tão relevante para o fortalecimento de nosso trabalho de educação ambiental” diz o Chefe Antônio Jorge Paes Barreto, presidente dos Escoteiros de Igarassu. “Os Escoteiros Pernambucanos estão em plena felicidade por esse prêmio ainda mais por ser o segundo ano consecutivo que somos agraciados, só nos faz ter ainda mais certeza de que estamos no caminho certo, quero agradecer ao Chefe Gilmar por sua dedicação a Agenda 21 de Igarassu, ao prefeito de Igarassu Mário Ricardo por seu apoio a este projeto, queremos cada vez mais fortalecer essa parceria que vem dando certo.” fala da Chefe Anna Rosa presidente da APE.

Após o prêmio os Escoteiros comemoraram com deliciosa pizza!

O PRÊMIO

Fonte: site da CPRH

CPRH reconhece boas práticas ambientais com a entrega do Prêmio Vasconcelos Sobrinho

Empresas, personalidades, ações e projetos foram agraciados na 30ª edição do prêmio realizada no Cais do Sertão, no Bairro do Recife

“Emocionado e com muita satisfação por receber uma premiação com o nome do mestre Vasconcelos Sobrinho, a quem admiro de longa data. Eu segui os passos deles porque as nossas florestas é um patrimônio riquíssimo que pertence a cada brasileiro. E este tem a obrigação e a necessidade de cuidar dela para garantir nossa vida”, disse um dos pioneiros na luta pela preservação da natureza na Estação Ecológica de Caetés, 93 anos, Araripe Serpa. Ele e outras 20 pessoas que se dedicam à causa ambiental foram homenageados na 30ª edição do Prêmio Vasconcelos Sobrinho, honraria dada pelo Governo do Estado, através Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) e da Agência de Meio Ambiente – CPRH, cuja solenidade ocorreu na última segunda (16), no bairro do Recife.

“Hoje, no Brasil, o maior inimigo do meio ambiente é a pobreza, a exclusão, que faz com que as pessoas não tenham a oportunidade de pensar em outras alternativas que não seja a devastação. Por isso, é necessário que a sociedade tenha consciência disso e saiba a importância de destacar essas ações e personalidades que estão garantindo um meio ambiente para as próximas gerações”, ressaltou o secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade, José Bertotti.
Criado em 1990, a premiação visa destacar boas práticas, entre projetos, ações e personalidades que reforcem a importância do meio ambiente no dia a dia da sociedade, e traz o nome do pernambucano João Vasconcelos Sobrinho (1908-1989), uma referência na área de estudos ambientais no Brasil. Este ano, foram premiados sete categorias: Bem-estar animal; Inovação Tecnológica; Pesquisa Ambiental; Projetos e práticas educacionais Ensino Fundamental I,II e Médio; Destaque Municipal; Destaque imprensa; Personalidade do Meio Ambiente, além da certificação de 12 Amigos e Amigas do Meio Ambiente. A novidade desta edição foi a premiação em dinheiro aos primeiros colocados de cada categoria, no valor de R$ 3 mil.

“Para nós, é sempre um prazer e uma honra reconhecer iniciativas como as que concorreram ao prêmio e perceber o compromisso de empresas, organizações não governamentais e pessoas físicas com o meio ambiente. Além do reconhecimento ao mesmo tempo, a premiação é um agradecimento”, colocou o presidente da CPRH, Djalma Paes. A vice-governadora Luciana Santos também participou do evento e destacou a história dos vencedores. “Cada um que ganhou o prêmio tem uma história longa de dedicação à causa ambiental. Que essa motivação possa se reafirmar, porque nós vemos ameaças gigantes e tempos difíceis, de negação do óbvio. É nesses tempos que precisamos nos agigantar. A melhor resposta é perseguir e persistir nos nossos objetivos e caminhos que estamos trilhando para o meio ambiente de Pernambuco”, declarou.

A jornalista Roberta Soares, que conquistou o primeiro lugar na categoria destaque imprensa com a reportagem especial Nova Rotação, publicada no Jornal do Comércio e nos meios multimídia do veículo, destacou a urgência das cidades buscarem um desenvolvimento mais sustentável. “A ideia era exatamente mostrar que as cidades precisam girar de outra forma. É preciso entrar na lógica de mobilidade ativa, para os ciclista e os pedestres; oferecer mais infraestrutura e mudar essa mentalidade carro-dependente que a sociedade tem. O poder público também tem a possibilidade de mudar essa realidade através de legislações, e priorizando outras práticas. Essa mudança de atitude e de mobilidade tem tudo a ver com meio ambiente”, disse ao receber o troféu.

Conheça alguns detalhes sobre os primeiros colocados das categorias do Prêmio Vasconcelos Sobrinho 2019.

Categoria: Bem-estar Animal

1° lugar
Pedro de Assis de Oliveira

Projeto: Bem-estar animal, que atua no resgate de colônias e enxames de abelhas Apis mellifera de centros urbanos e rurais de sete cidades da Região do Pajeú, além, de Garanhuns.

2° lugar

Ariene Cristina Dias Guimarães Bassoli

Programa Adote um Vira-Lata

3° lugar

Goretti Queiroz

Projeto: SOS Cavalos

Categoria: Inovação Tecnológica

1° lugar

Projeto: Bichos da Caatinga – Tecnologia gerando atitude

Responsável: Bruno Bezerra de Souza Pereira

Iniciado em 2016, o projeto tem como objetivo produzir e compartilhar conteúdos, por meio de uma rede colaborativa, sempre destacando a importância da conservação do Bioma Caatinga, seja através de campanhas educativas, expedições ou trilhas e plantio de mudas.
2° lugar

Projeto: Dispositivo de exclusão de fauna acompanhante em redes de arrasto para camarão (DEFA)

Responsável: Vanildo Souza de Oliveira

3° lugar

Portal de Zoologia de Pernambuco

Responsável: Filipe Martins Aléssio

Categoria: Pesquisa Ambiental

1° lugar
Projeto: Ecologia e conservação de crocodilianos na Mata Atlântica de Pernambuco – Projeto Jacaré /UFRPE

Responsável: Jozelia Maria de Sousa Correia

O projeto analisa os aspectos ecológicos das populações de jacaré-de-papo-amarelo (Caiman latirostris) e jacaré-paguá (Paleosuchus palpebrosus) em Pernambuco, fazendo um monitoramento das populações, reprodução das espécies e ações educativas e divulgação científica nas Unidades de Conservação e escolas públicas.

2° lugar

Monitoramento participativo de micro-organismos em policultivos de transição agroecológica no assentamento Chico Mendes III: uma aproximação do conhecimento científico e o conhecimentos dos agricultores

Responsável: Patrícia Vieira Tiago

3° lugar

Caracterização polifásica de fungos isolados de substratos relacionados à melípona scutellaris (apidae meliponini) no ambiente de colmeias racionais.

Responsável: Renan do Nascimento Barbosa

Categoria: Projetos e Práticas Educacionais Ensino Fundamental I, II e Médio

1° lugar

Projeto: Bens ecoturísticos como instrumentos de Educação ambiental na articulação pelo desenvolvimento sustentável em São José do Egito/PE

Responsável: Alex Bruno da Silva Farias

O Projeto de Educação Ambiental é realizado junto a escolas e lideranças locais para desenvolvimento de consciência ecológica e preservação do patrimônio cultural e natural em São José do Egito, e também tem como objetivo estimular a criação de novas lideranças para a causa ambiental.

2° lugar
Horta em casa

Responsável: Fabiane Torres Vilela
3° lugar

Conhecendo os Animais Peçonhentos

Responsável:Felipe Edvaldo da Silva

Categoria: Destaque Municipal

1° lugar

Projeto: Plano de gestão dos Jardins Históricos de Burle Marx em Recife

Responsável: Janaína de Oliveira Granja

O projeto focou na elaboração do Plano de Gestão Participativa dos Jardins Históricos de Burle Marx no Recife, uma ferramenta de planejamento urbano e ambiental pactuada entre o poder público, academia e usuários. Trouxe como resultados um modelo de gestão para ser aplicado nas ações públicas e da sociedade no gerenciamento dos jardins.
2° lugar

Restingas de Igarassu

Responsável: Gilmar Gonçalves da Silva

3° lugar
Sala Verde – Serra Talhada Sustentável

Responsável: Ronaldo Timóteo de Melo Filho

Categoria: Destaque Imprensa
1° lugar
Reportagem Especial Nova Rotação (Jornal do Comércio)

Jornalista: Roberta Soares

O especial “Nova Rotação” ressalta que as cidades estão entrando em colapso, e se encontram cada vez mais impactadas pelo mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento. A reportagem destaca a necessidade de se buscar alternativas ao modelo vigente, com novos valores e estratégias relacionados à mobilidade urbana e reforçando a importância de um desenvolvimento sustentável para minimizar os impactos das mudanças climáticas.

2° lugar
#OxeRecife – Blog com foco grande para as questões do meio ambiente. (oxerecife.com.br)

Jornalista:Letícia Lins

3° lugar

Desmatamento está no debate do País

Equipe jornalística: Renata Monteiro, Mirella Araújo e Eduarda Bravo
Categoria: Personalidade do Meio Ambiente

1° lugar

João Luiz Aleixo da Silva (Lula do Mel)- é natural de Caruaru (PE) e é o idealizador do Solar das Abelhas – Centro de Educação Ambiental de referência sobre abelhas e meio ambiente em Pernambuco (sede em Caruaru)
Instalado em Caruaru, o centro de educação ambiental realiza formação de alunos de escolas e universidade que utilizam o Solar das Abelhas como espaço científico, turístico e cultural. E se propõe a sensibilizar a sociedade sobre a importância da conservação das abelhas nativas e da espécie Apis mellifera, além de difundir atividades e tecnologias de adaptação às mudanças climáticas e de convivência com o semiárido

2° lugar
José dos Santos Semente (in memoriam)
José dos Santos Semente, natural de Recife (PE), nasceu em 27/02/1948.

José Semente era professor da rede pública, ativista das causas comunitária e ambiental por muitos anos, com expressiva atuação na defesa da preservação da Mata do Engenho Uchoa e dos direitos da comunidade do bairro do Barro, na Zona Oeste da cidade, entre outros, por meio do Conam. Faleceu no Recife, em outubro desse ano, aos 71 anos.

3° lugar

Domingos Sávio de França

Empreendedor Socioambiental – Fundador da Startup REECicle – Inovação e Inteligência em Reciclagem, Mantenedor do Centro de Recondicionamento de Computadores do Recife, Membro-fundador da Associação Brasileira de Reciclagem e Inovação – ABRIN.

CERTIFICADO AOS AMIGOS E AMIGAS DO MEIO AMBIENTE
Receberam o Certificado Amigo /Amiga do Meio Ambiente:
Tenente Coronel Bandeira

Representando o Grupamento Tático Aéreo (GTA) da SDS, pelas ações relacionadas ao petróleo nas praias de Pernambuco.

Sidney Marcelino Leite – Organização não governamental Salve Maracaípe

Pelas ações relacionadas a ação de limpeza do petróleo nas praias de Pernambuco.

Diego Vitor Sial de Amorim

Integra a organização não governamental Trilogiabio e é parceiro da CPRH nas atividades relacionadas à fauna silvestre de Pernambuco, principalmente no resgate de animais silvestres que são entregues à CPRH.
Célio do Nascimento André

Natural de Itapissuma, participou ativamente do Curso de Formação de Agentes Populares em Educação Ambiental da Área de Proteção Ambiental (Apa) de Santa Cruz. Está presente em diversas atividades da Apa de forma entusiasmada e voluntária, como nas rodas de Conversa com as Comunidades, nas atividades lúdicas em escolas e espaços públicos e em mutirões de Limpeza.
George Carlos
Desenvolveu pesquisas no Parque Estadual Mata da Pimenteira durante sua graduação e, desde então, é engajado nas atividades da unidade de conservação. É poeta e utiliza a arte para sensibilizar. Participou do projeto para formação de Agentes Populares em Educação Ambiental.

Anderson Caetano da Silva
Idealizador e monitor do projeto Trilha Ecoverdejante, que realiza trilhas ecológicas e ações socioambientais na APA Aldeia-Beberibe desde 2014. As atividades recreativas sempre ressaltam temas como conservação dos rios, flora e fauna da APA Aldeia-Beberibe e incentivando o combate aos desmatamentos, lixões clandestinos e degradação ambiental na Unidade de Conservação.

Araripe Serpa
Um dos pioneiros em defesa do meio ambiente da Estação Ecológica de Caetés. Como observador de aves, foi um dos que sensibilizou a população para lutar contra o aterro sanitário em Paulista, que viria a destruir 157 há de Mata Atlântica. Graças a ele e a outras pessoas que a ele se uniram, a área é a atual Estação Ecológica de Caetés, primeira unidade de conservação do Estado.

Valmir Ramos da Silva

Agente Popular de Educação Ambiental da APA de Guadalupe com uma forte atuação na preservação dos recursos naturais: contribui com uma amplo trabalho educativo e de mobilização para atividades educativas: como o Cine guadalupe, jogos ambientais e exposição, além de que o mesmo é fundador do instituto Ecoeducar e do movimento Praia Limpa e que consiste em um mutirão de limpeza nas praias inseridas na Unidade de Conservação.
Manoel Bernardino Berges.

Morador de uma das comunidades do Refúgio de Vidas Silvestres do Sistemas Matas do Refúgio Gurjaú (RVS Gurjaú), é conselheiro do Comitê e vice-presidente da Associação de Moradores e Agricultores de Porteira Preta, cujo lema é: unidos pela comunidade e pela natureza.

Hélvio Polito

Professor, advogado, artista plástico e procurador Municipal da Prefeitura de Olinda, já atuou como Secretario Estadual e Executivo de Meio Ambiente do Estado de Pernambuco, como Diretor da CPRH e Chefe da Defesa Civil Municipal de Recife e Olinda. Boa parte das legislações ambientais de nosso Estado tem a digital da inovação impressa por Hélvio Polito, como as políticas instituídas para o enfrentamento das mudanças climáticas, a de gerenciamento costeiro, combate à desertificação e de Resíduos Sólidos, entre outras.

Cida Pedrosa

Advogada e poetisa, Cida Pedrosa esteve à frente da secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Recife entre 2013 e 2016. Período suficiente para que ela deixasse um legado para a gestão ambiental do Estado, através de iniciativas como: a requalificação completa do Jardim Botânico, a elaboração do inovador projeto Parque Capibaribe, as obras do Jardim do Baobá e do Cais do Imperador, implantação do programa de educação ambiental Educar para uma cidade sustentável, inclusão de Recife como cidade Modelo do programa internacional Urban Leds.

Ricardo Leitão

Jornalista e presidente da Companhia Editora de Pernambuco (Cepe) desde 2014. Destacou-se como um grande parceiro do Meio Ambiente neste ano ao promover a quinta edição da Feira Nordestina do Livro – Fenelivro com o tema: “Terra viva, compromisso de todos”, chamando a atenção da sociedade para os desastres ambientais que ocorreram no país, além de capitanear uma importante homenagem ao ambientalista e professor Vasconcelos Sobrinho na feira literária e de apoiar a agenda climática de Pernambuco.

Texto: Patrícia Correia
Fotos: Lu Rocha (Semas/PE)

Você é não de jogar fora, seja doador!

O que é doação de órgãos?

Doação de órgãos é um ato nobre que pode salvar vidas. Muitas vezes, o transplante de órgãos pode ser única esperança de vida ou a oportunidade de um recomeço para pessoas que precisam de doação. É preciso que a população se conscientize da importância do ato de doar um órgão. Hoje é com um desconhecido, mas amanhã pode ser com algum amigo, parente próximo ou até mesmo você. Doar órgãos é doar vida.

O transplante de órgãos é um procedimento cirúrgico que consiste na reposição de um órgão (coração, fígado, pâncreas, pulmão, rim) ou tecido (medula óssea, ossos, córneas) de uma pessoa doente (receptor) por outro órgão ou tecido normal de um doador, vivo ou morto.

IMPORTANTE: O Brasil é referência mundial na área de transplantes e possui o maior sistema público de transplantes do mundo. Atualmente, cerca de 96% dos procedimentos de todo o País são financiados pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Em números absolutos, o Brasil é o 2º maior transplantador do mundo, atrás apenas dos EUA. Os pacientes recebem assistência integral e gratuita, incluindo exames preparatórios, cirurgia, acompanhamento e medicamentos pós-transplante, pela rede pública de saúde.

Seu Imposto de Renda pode ajudar muitas crianças, saiba como!

Instituto Sempre Alerta

Quem pode fazer doações

Pessoas Físicas

Se você faz a Declaração de Imposto de Renda no Formulário Completo (utilizado por quem tem despesas dedutíveis acima de 20% dos rendimentos) você pode doar. As pessoas físicas podem utilizar-se do Incentivo Fiscal e destinar até 6% do “Imposto de Renda Devido”, transferindo-o aos Fundos Municipais, Estaduais ou Nacional da Criança e do Adolescente (Artigo 12 inciso I da Lei 9250/95, alterado pelo Artigo 22 da Lei 9532/97).

Pessoas Jurídicas

Por meio da Instrução Normativa SRF n° 86, de 26/10/94, a Secretaria da Receita Federal estabeleceu os procedimentos a serem observados para a dedução do imposto de renda de doações feitas por pessoas jurídicas aos Fundos Municipais, Estaduais ou Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente. As pessoas jurídicas tributadas pelo lucro real podem deduzir do imposto de renda mensal (estimado), trimestral ou anual o valor total das doações realizadas, desde que:…

Ver o post original 264 mais palavras

Parabéns líderes, o futuro somos nós!

Em meio aos desafios de 2019, podemos comemorar duas conquistas do Sênior Muryllo que foi selecionado para o Programa Ganhe o Mundo um programa de intercâmbio Internacional do governo do estado de Pernambuco e o Pioneiro Vinícius José que foi selecionado para o curso de Agente administrativo da Ong Ponto Cidadão que é uma das provas mais concorridas do litoral norte de Pernambuco, ambos dos Escoteiros de Igarassu, parabéns meninos o futuros somos nós!

Sempre Alerta!

10 motivos para contratar um escoteiro – revista Forbes.

10 motivos para contratar um Escoteiro!

Instituto Sempre Alerta

Escoteiros 03

Os 10 motivos para contratar um escoteiro, de acordo com a revista Forbes

Algumas características básicas na hora de selecionar novos membros para sua equipe ou analisar colaboradores para ocupar cargos de liderança são básicos como: saber trabalhar em equipe, saber organizar seu tempo de maneira eficiente e eficaz, saber planejar ações individuais e coletivas, saber escutar, saber o melhor momento para falar e como falar, conhecer e saber aplicar o conceito de ‘time’, ser criativo, tem empatia, ter liderança, ter um pensamento sustentável, saber gerenciar conflitos e por aí vai.

Existem hoje no mundo 40 milhões de pessoas que desenvolvem e/ou aprimoram essas características – muitas vezes a partir dos 6,5 anos de idade – com o método de aprendizagem prático, ou seja, passam, desde cedo, por experiências de liderança, superação, serviços manuais, uso da criatividade, respeito ao meio ambiente, voluntariado, desenvolvimento de projetos diversos, serviços em prol da…

Ver o post original 998 mais palavras

Escoteiros Pernambucanos na XI Conferência Nacional da Criança.

Instituto Sempre Alerta

A XI Conferência Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente, organizada pelo Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (CEDCA-PE), chegou ao fim neste dia 24 de julho no Centro de Convenções de Pernambuco, após realizar eleição dos delegados que irão representar o Estado de Pernambuco, além da apresentação e aprovação das propostas discutidas nos cinco eixos que serão encaminhadas para a Conferência Nacional em Brasília.

Foram eleitos dos representantes da Associação Pernambucana de Escoteiros, opresidente do COMDICA Barreiros, Chefe Renato Cézar foi eleito como delegado representando a Mata Norte e Mata Sul do estado, levando na bagagem temas fortes na defesa dos direitos das crianças e jovens de toda região. Já a Escoteira Richely Monique foi eleita na categoria de crianças, e fará sua defesa e levando propostas representando Barreiros, além do 97º Grupo Escoteiro Eduardo Campos, filiado a APE, sendo um dos Grupos Escoteiros mais…

Ver o post original 317 mais palavras

Abrindo um Grupo de Escoteiros

Instituto Sempre Alerta

Nossa missão é formar líderes e mais cedo ou mais tarde seu filho ou filha será um grande líder, mas cedo se ele for Escoteiro! Para que seu filho seja Escoteiro ele precisa participar de um grupo que tal fazer isso em 5 passos.

1º passo. Equipe de interesse: é a primeira manifestação para o nascimento de um Grupo Escoteiro.

a. Quem dá esse passo? Existem vários atores que podem ter essa primeira iniciativa: comunidade, poder público, empresas, igrejas, grupos de jovens, escolas.

b. Uma única pessoa pode ser o primeiro contato? Sim, uma única pessoa pode ser o primeiro contato até porque de forma natural haverá agregação de outras pessoas ao longo do caminho para abertura do grupo.

2º passo. Contatar a Associação Pernambucana de Escoteiros – esse passo é talvez o mais importante de todos, pois é necessário que o grupo seja constituído de forma a não…

Ver o post original 262 mais palavras

Escoteiros de Barreiros no Clean UpDay

Instituto Sempre Alerta

Neste sábado dia 21 de Setembro de 2019, o Grupo Escoteiro Eduardo Campos participou do Clean UpDay na belíssima Praia do Reduto em Rio Formoso, o dia mundial da limpeza que acontece no mundo inteiro e em Pernambuco foi abraçado pela Associação Peranambucana de Escoteiros e seus grupos colaboradores e parceiros.

“Posso dizer com todas as letras quw Fçfoi a ação melhor que já participei, onde pudemos desfrutar do paraíso chamado ” Praia do Reduto” em Rio Formoso. Orgulho de todos nós Escoteiros em sermos um dos que estão promovendo esta grandiosa ação juntamente com o Instituto Ecoeducar, Meros do Brasil, os Voluntários do Planeta e com apoio da Prefeitura Municipal de Rio Formoso e parceiros comerciais, sem eles nada seria impossível realização. A alegria e a emoção que sentimos como membros Escoteiros, e o sentimento do dever cumprido, ao lado de pessoas que estão na mesma luta de causa…

Ver o post original 142 mais palavras

Conselheiros Tutelares tomam posse em todo Brasil!

Hoje foi a posse de todos os Conselheiros Tutelares em todas as cidades do Brasil, seus mandatos vão até 10 Janeiro de 2024, conheça, acompanhe e fiscalize a atuação do conselho de sua cidade ele é estratégico para defesa dos direitos das crianças e adolescentes! Parabéns Conselheiros Tutelares, cumpram com zelo sua função!

Sempre Alerta!

Em cada Município e em cada Região Administrativa do Distrito Federal haverá, no mínimo, 1 (um) Conselho Tutelar como órgão integrante da administração pública local, composto de 5 (cinco) membros, escolhidos pela população local para mandato de 4 (quatro) anos, permitida 1 (uma) recondução, mediante novo processo de escolha.

CANDIDATURA – REQUISITOS

Para a candidatura a membro do Conselho Tutelar, serão exigidos os seguintes requisitos:

a) reconhecida idoneidade moral;

b) idade superior a vinte e um anos;

c) residir no município.

FUNCIONAMENTO

Lei municipal ou distrital disporá sobre o local, dia e horário de funcionamento do Conselho Tutelar, inclusive quanto à remuneração dos respectivos membros, aos quais é assegurado o direito a:

a) cobertura previdenciária;

b) gozo de férias anuais remuneradas, acrescidas de 1/3 (um terço) do valor da remuneração mensal;

c) licença-maternidade;

d) licença-paternidade;

e) gratificação natalina.

Constará da lei orçamentária municipal e da do Distrito Federal previsão dos recursos necessários ao funcionamento do Conselho Tutelar e à remuneração e formação continuada dos conselheiros tutelares.

O exercício efetivo da função de conselheiro constituirá serviço público relevante e estabelecerá presunção de idoneidade moral.

Escolha dos Conselheiros

O processo para a escolha dos membros do Conselho Tutelar será estabelecido em lei municipal e realizado sob a responsabilidade do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, e a fiscalização do Ministério Público.

O processo de escolha dos membros do Conselho Tutelar ocorrerá em data unificada em todo o território nacional a cada 4 (quatro) anos, no primeiro domingo do mês de outubro do ano subsequente ao da eleição presidencial.

A posse dos conselheiros tutelares ocorrerá no dia 10 de janeiro do ano subsequente ao processo de escolha.

No processo de escolha dos membros do Conselho Tutelar, é vedado ao candidato doar, oferecer, prometer ou entregar ao eleitor bem ou vantagem pessoal de qualquer natureza, inclusive brindes de pequeno valor.

ATRIBUIÇÕES

São atribuições do Conselho Tutelar:

· atender e aconselhar os pais ou responsável;

· promover a execução de suas decisões, podendo para tanto:

· requisitar serviços públicos nas áreas de saúde, educação, serviço social, previdência, trabalho e segurança;

· representar junto à autoridade judiciária nos casos de descumprimento injustificado de suas deliberações.

· encaminhar ao Ministério Público notícia de fato que constitua infração administrativa ou penal contra os direitos da criança ou adolescente;

· encaminhar à autoridade judiciária os casos de sua competência;

· expedir notificações;

· requisitar certidões de nascimento e de óbito de criança ou adolescente quando necessário;

· assessorar o Poder Executivo local na elaboração da proposta orçamentária para planos e programas de atendimento dos direitos da criança e do adolescente;

· representar, em nome da pessoa e da família, contra a violação dos direitos;

· representar ao Ministério Público para efeito das ações de perda ou suspensão do poder familiar, após esgotadas as possibilidades de manutenção da criança ou do adolescente junto à família natural.

COMUNICAÇÃO AO MINISTÉRIO PÚBLICO

Se, no exercício de suas atribuições, o Conselho Tutelar entender necessário o afastamento do convívio familiar, comunicará incontinenti o fato ao Ministério Público, prestando-lhe informações sobre os motivos de tal entendimento e as providências tomadas para a orientação, o apoio e a promoção social da família.

As decisões do Conselho Tutelar somente poderão ser revistas pela autoridade judiciária a pedido de quem tenha legítimo interesse.

MEMBROS – IMPEDIMENTO

São impedidos de servir no mesmo Conselho marido e mulher, ascendentes e descendentes, sogro e genro ou nora, irmãos, cunhados, durante o cunhadio, tio e sobrinho, padrasto ou madrasta e enteado.

Estende-se o impedimento do conselheiro, nas hipóteses acima listadas, em relação à autoridade judiciária e ao representante do Ministério Público com atuação na Justiça da Infância e da Juventude, em exercício na comarca, foro regional ou distrital.

Bases: Estatuto da Criança e do Adolescente – Lei nº 8.069/1990, artigos 131 a 140.

Zé Rezador e a Mulher de Arcoverde!

Instituto Sempre Alerta

Correu a notícia em Arcoverde que uma mulher de 75 anos havia levou 8 facadas de mau jeito por cima dos peitos, chamaram Zé Rezador que levou dois galhos de arruda macho, uma maço de pinhão manso, um cacho de jurubeba braba e um cabacinho da mata. Depois de 12 horas de defuntismo Zé rezador fez uma reza e deu a casca do cabacinho para a mulher cheirar, a mulher deu três arrotos, saltou do caixão e até hoje trabalha mais do que 10 homens descarregando caminhão.

transferir

Ver o post original

RESOLUÇÕES SUSTENTÁVEIS DE ANO NOVO.

André Trigueiro é um daqueles raros casos de pessoas que utilizam seu prestígio em favor do meio ambiente e da sustentabilidade é um líder como poucos que tem consciência de sua influência e a usa como instrumento do bem, vamos conhecer sua mais recente postagem sobre ” resoluções de ano novo”. Boa leitura e Sempre Alerta!

1) Juntar tampinhas para um dos programas de reciclagem.

2) Usar uma ecobag quando for às compras.

3) Substutuir o copinho descartável por uma caneca ou copo reutilizável!

4) Juntar esponjas de cozinha usadas para o programa nacional de reciclagem da Terracycle – Scotch Brite. ( https://www.terracycle.com/pt-BR/brigades/brigada-de-esponjas-scotch-brite#how-it-works )

5) Juntar embalagens tetra pack para o programa Brasil Sem Frestas. (Curitiba – http://brasilsemfrestas.com.br/ )

6) Juntar lacres de alumínio para um dos programas de reciclagem. ( http://www.lacredobem.com.br/ )

7) Levar as meias velhas, furadas, desparceiradas, manchadas para o programa meias do bem, em qualquer loja da Puket! ( http://www.meiasdobem.com.br/ )

😎 Juntar instrumentos de escrita usados para o programa nacional de reciclagem da Terracycle – Faber Castel. ( https://www.terracycle.com/pt-BR/brigades/brigada-de-instrumentos-de-escrita-faber-castell )

9) Juntar papel velho e usado para o projeto Papel Bom pra Cachorro, que auxilia na castração, vacinas e desverminação de cães e gatos – https://www.instagram.com/papelbompracachorro/.

10) Juntar os itens de higiene do hotel e do avião para o projeto MINIGENTILEZAS. ( https://linktr.ee/minigentilezas )

11) Juntar cápsulas de café para um dos programas de reciclagem. ( https://www.terracycle.com/pt-BR/brigades/programa-nacional-de-reciclagem-capsulas-melitta )

12) Dar preferência a produtos naturais aos industrializados sempre que possível.

13) Separar SEMPRE o lixo orgânico do reciclável.

14) Priorizar a compra de produtos cujo fabricante tenha a preocupação com o meio ambiente.

15) Incentivar a reutilização de produtos, e embalagens, sempre que possível.

16) Reduzir o consumo – praticar o consumo consciente.

17) Evitar o desperdício, seja de produtos, seja de tempo.

18) Incentivar a família e os amigos a fazer o mesmo.

19) Nunca, eu disse NUNCA, utilizar canudos plásticos. Utilizar canudos de inox, bambu, macarrão…

20) Realizar compostagem em casa.

21) Juntar blister e caixas de remédios vazias ou vencidas para os programas adequados de destinação desse material.

22) Reciclar ou reutilizar roupas nos programas especificos; a loja C&A é uma delas!!! A Renner também… https://www.lojasrennersa.com.br/pt_br/sustentabilidade/logistica-reversa

23) Trocar a escova de dentes de plástico pela de bambu.

24) Coletar óleo de cozinha usado para um dos programas de reciclagem

25) Reciclar embalagens de perfumes, xampus, cremes, dentre outros no programa BOTI RECICLA, das lojas O BOTICÁRIO. ( https://www.boticario.com.br/boti-recicla )

26) Divulgar essas campanhas para o maior número de pessoas possível.

27) Engajar-se em um trabalho voluntário!

*Autoria:
Ana Catadora 01/01/2020 (atualizado)
http://www.instagram.com/ana_catadora Facebook e Instagram

Colaboração voluntária de inclusão dos links para facilitar as ações por:
Agência In House Mkt – http://www.instagram.com/

#bomdia

Defeso do Caranguejo Uçá – 2020

O Caranguejo Uça é um crustáceo muito importante para a economia dos estados costeiros e principalmente para as populações ribeirinhas e sua preservação é obrigação de todos nós! Boa leitura Sempre Alerta!

Fonte: projetouca.org.br

O Ucides cordatus, conhecido como Caranguejo Uçá, faz parte do grupos crustáceos, assim como o camarão, lagosta e siri. Ele ocorre desde a Flórida (EUA) até Santa Catarina (Brasil). Ele vive em tocas que constrói, em regiões de Mangue. É o segundo maior crustáceo deste ambiente e a espécie mais explorada para consumo humano. Uma de suas mais importantes funções ecológicas é o revolvimento da lama e restos de folhas para a regeneração da matéria orgânica.
Pesquisas, importante ferramenta para preservação do Uçá

Nos manguezais várias espécies encontram as condições ideais para reprodução, eclosão de ovos, criadouro e abrigo de filhotes. E não é diferente com o Ucides cordatus. O Uçá possui algumas fases de desenvolvimento como ovo, fase larval e adulta. Ainda ovo e larva, vivem na água e podemos chamá-los de plâncton. Eles são os organismos que vivem nas massas d’água e não são capazes de vencer as correntes. Na fase adulta, chamamos de bentos, que são aqueles animais que vivem associados ao sedimento, fixos ou não.

Fases do desenvolvimento do caranguejo uçá

O caranguejo Uçá não é só importante para o meio ambiente, mas tem papel socioeconômico.

Um dos objetivos do Projeto Uçá, desenvolvido pela Guardiões do Mar, é estudar, pesquisar e monitorar todas estas fases.
Na fase planctônica, os organismos são microscópicos. Então equipamentos específicos são utilizados em campo e em laboratório. As coletas são realizadas mensalmente desde a entrada da Baía de Guanabara até ao fundo, assim podemos acompanhar a sua distribuição nesta área em um determinado período de tempo. Já na fase bentônica (adulto) o estudo é realizado na APA (Área de Proteção Ambiental) de Guapimirim e são levados ao laboratório para aferição de peso e tamanho corporal.
O caranguejo Uçá não é só importante para o meio ambiente, mas tem papel socioeconômico. Pescadores utilizam-no como fonte de renda, porém com a degradação do mangue e a sobrepesca, não está sendo encontrado tão facilmente como antigamente. Para minimizar o impacto existe uma Portaria do IBAMA (Nº 52/03N de 30 de Setembro de 2003) que proíbe a sua comercialização e captura no período de outubro e novembro para os machos e outubro a dezembro para as fêmeas, e ainda a proibição da captura de fêmeas ovadas e animais com carapaça menor que 6 (seis) cm por todo o ano.

Portanto, a preservação dos manguezais e sua biodiversidade começam com pequenas atitudes de cada um, para podermos continuar a usufruir do que esse ambiente oferece por muito, muito tempo.

Voluntariado melhora o currículo!

Trabalho voluntario pode potencializar o currículo, saiba como incluí-lo.

Fonte: ciadestagios.com.br

Seja para ajudar ao próximo, participar de eventos importantes ou, até mesmo, para ocupar o tempo livre, conhecer novas pessoas e se engajar em alguma causa nobre, razões para praticar o voluntariado não faltam, mas o motivo pelo qual essa prática vem se tornando tendência entre muitos jovens é bem mais objetivo. Aumentar as chances na hora de conseguir um emprego, enriquecendo o currículo profissional com um trabalho voluntário tem sido uma estratégia muito utilizada por aqueles com pouca ou nenhuma experiencia profissional.

As empresas valorizam esse tipo de atividade, especialmente se for relacionada à área de atuação no mercado.

O jovem que se dedica a uma causa demonstra características pessoais altamente desejadas dentro de uma organização, tanto é que o trabalho voluntário pode ser um diferencial na hora de escolher um candidato durante o processo seletivo.

Além disso a atividade é acessível até mesmo para aqueles que estão com um orçamento apertado e não podem investir em um curso no momento. Portanto, não perca tempo e conheça as vantagens de ingressar nessa nova experiência e aumentar suas chances profissionais.

Vantagens do engajamento

O trabalho voluntário pode beneficiar ambas as partes, se por um lado você irá contribuir de alguma forma com a sociedade, por outro lado, essa experiencia irá agregar crescimento e amadurecimento a você, desenvolvendo competências e habilidades que podem ser de grande utilidade tanto na vida pessoal quanto profissional. Esse é um dos principais motivos que fazem a prática ser vista com bons olhos pela maioria dos recrutadores, pois, além de agregar novos conhecimentos ao portfólio profissional, o voluntariado ainda demonstra que o jovem tem iniciativa e comprometimento com a cidadania e a sociedade e ainda contribui para o desenvolvimento de características muito apreciadas no âmbito profissional como disciplina, responsabilidade, pontualidade, trabalho em equipe e comunicação.

Relevância de peso

Uma pessoa, jovem ou não, que se dispôs a trabalhar em uma atividade voluntária certamente desenvolve uma boa comunicação e relação com o próximo, além disso a disponibilidade para viver situações inusitadas e se engajar em uma causa social demonstram um olhar e pensamento humanizados. Essas características, entre outras, se fazem cada vez mais necessárias no ambiente profissional e o voluntário passa a ser valorizado dentro da empresa tanto pelo engajamento social, como pelo aprendizado adquirido no trabalho. Isso também significa que esse candidato possui uma tendência para sair, de alguma forma, da zona de conforto e confrontar-se com novas realidades e desafios, o que o torna apto para elaborar e participar de projetos inovadores e ainda pode preencher alguma lacuna vazia no currículo, como a falta de experiência em seu currículo.

Quando e como citar sua experiência como voluntário

O trabalho voluntário não precisa ser necessariamente correlato a área da vaga pretendida, é claro que, se for, não é nenhum inconveniente, pelo contrário, já conta como uma vivência profissional diferenciada, porém, se for em uma área diferente não há motivos para se preocupar porque ele continuará somando pontos positivos ao seu currículo. O importante é saber descrever, de forma sucinta e objetiva sobre suas experiencias e atividades realizadas e como isso contribuiu para seu desenvolvimento pessoal e profissional. Por isso não deixe essa prática de fora de seu currículo, algumas plataformas, inclusive, têm campos específicos para que os candidatos incluam essas informações, mas caso prefira, você pode acrescentá-las como atividades complementares ou extracurriculares.

A Cia de Estágios deseja boa sorte nessa nova empreitada e continuará disponibilizando dicas e informações para que você potencialize sua carreira e obtenha sucesso profissional. Para ficar por dentro e não perder nenhum conteúdo cadastre-se em nosso site e siga nossas redes sociais.

Instituto Sempre Alerta ministra curso de formação para Conselheiros Tutelares de Barreiros

Comdica Barreiros investe na formação dos Conselheiros Tutelares!

No último 28 de dezembro o Comdica Barreiros promoveu curso de formação para os Conselheiros Tutelares eleitos e reeleitos, o segundo o presidente do Comdica Renato César a formação dos Conselheiros Tutelares é de suma importância para a boa execução do trabalho desse importante órgão de defesa da criança e do adolescente e enquanto presidente do comdica nosso compromisso é oferecer a melhor equipe de formadores de Pernambuco. Agradeço imensamente aos formadores Gilmar Gonçalves e Genilse Gonçalves por terem ministrado uma capacitação tão esclarecedoras em informações e aspectos tão importantes sobre o histórico e atuação dos CTs. Logo após a formação foi realizada a diplomação dos eleitos e agora estamos nos preparativos para a posse que será dia 10 de Janeiro, toda sociedade barreirense está convidada para esse importante cerimônia.

Agenda 21 de Igarassu realiza encontro de avaliação institucional.

Segunda feira 30 de Dezembro o Fórum de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 21 de Igarassu realizou sua reunião anual de avaliação, em reunião realizada na sede do COMDICA Igarassu. A reunião iniciou com um café da manhã partilhado entre os membros e foi presidida pela Professora Genilse Gonçalves e teve como pauta a avaliação do ano de 2019 e a projeção para 2020, os membros fizeram diversas referências as ações realizadas tais como: os 13 anos da agenda 21, o monitoramento das árvores plantadas no convento Santo Antônio, o Projeto Restingas de Igarassu, a instalação do Viveiro de Manguezal, A criação do viveiro Municipal de Mata Atlântica a Missa em homenagem a Luiz Gonzaga, também foram feitas indagações sobre o derramamento de petróleo do litoral do Nordeste e sua repercussão na pesca, o surgimento de tartarugas mortas nas praias de Igarassu, a questão do abastecimento de água em Igarassu, o protesto dos trabalhadores da ONDUNORTE, além da importância do trabalho das organizações em educação ambiental, da importância da vivência dos ODS objetivos do desenvolvimento sustentável. Foi dado ênfase de que é necessário a parceria entre empresas, poder público, sociedade civil para que possamos alcançar o desenvolvimento da sociedade sem comprometer o futuro. Foi apresentado que o projeto Restingas de Igarassu elaborado por Gilmar Gonçalves e executado pelos Escoteiros foi agraciado com o maior prêmio ambientalista de Pernambuco concedido pelo CPRH, a vice prefeita Elcione Ramos convida os membros da Agenda 21 para que juntos apresentem o prêmio que foi ganho na próxima reunião do grupo ODS. Estiveram presentes nesta reunião:

Genilse Gonçalves – Instituto Sempre Alerta

Elcione Ramos – Vice-Prefeita de Igarassu

Pergentina Vilarim – UBM

Nadja Margô – Subprefeita de Ladeiras

Rinaldo – Secretaria Municipal de Meio Ambiente

Aguinaldo – Assessor da Vice-prefeita

Murillo Gonçalves – Escoteiros de Igarassu

Daniel Bonfim – Conselheiro Tutelar

Roberto Magliano – Conselheiro Tutelar

Mariana Bezerra – Associação dos Amigos dos Catadores de Cruz de Rebouças.

Fernando Melo – Instituto Histórico de Igarassu.

Emanoele – Usina São José

Márcia – Produquímica

Makson Leone – Associação dos Moradores da Vila Saramandaia

Williane – Ponto Cidadão

Tatyanne – Sociedade Civil

Elielma Monteiro – Sociedade Civil

Francisco José – Associação dos Aposentados e Pensionistas de Igarassu

Gilmar Gonçalves – Secretário de Articulação Social de Igarassu

Instituto Sempre Alerta informa, use o cinto de segurança no banco de trás!

O apelo do Instituto Sempre Alerta nessas festas de fim de ano é que quando for viajar não esqueça de usar o cinto de segurança no banco de trás é lá que você leva as crianças e os idosos, porque queremos nossos entes queridos sempre conosco!

Apenas 50,2% da população têm o hábito de colocar o cinto no banco traseiro, embora a utilização deste item de segurança reduza mais o risco de morte no trânsito. Também chama a atenção o baixo índice do uso de capacete na zona rural, 59%

11846753_1060849583933657_4356567441816645865_n

Fonte: blog.saúde.gov.br

Muitos brasileiros ainda não têm o hábito de usar o cinto de segurança no banco de trás. Pesquisa do Ministério da Saúde, realizada em parceria com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), aponta que apenas 50,2% da população afirmam sempre usar o cinto quando estão no banco traseiro de carro, van ou táxi. Os entrevistados mostram mais consciência quando está no banco da frente, em que 79,4% das pessoas com 18 anos ou mais dizem sempre usar o item de segurança. Contudo, o cinto na parte traseira do veículo reduz mais o risco de morte, pois, em uma colisão, impede que o corpo dos passageiros seja projetado para frente, atingindo o motorista e o carona.O uso do cinto de segurança no banco de trás é ainda menor na zona rural, onde 44,8 disseram ter o hábito de colocar o cinto. Entre as regiões, Norte e Nordeste registram os índices mais preocupantes, 36,7% e 39,5%, respectivamente, enquanto os moradores da região Sul demonstraram ter mais consciência da importância deste item de segurança. Lá, 65,1% das pessoas com 18 anos ou mais disseram sempre usar cinto no banco de trás. O cenário nas regiões se repete quando o assunto é utilizar o cinto no banco da frente: Norte e Nordeste apresentaram os menores índices (67,2% e 66%) e Sudeste e Sul os maiores (86,5% e 86,2%).

“Estudos mostram que o cinto de segurança no banco da frente reduz em 45% o risco de morte, e no banco de trás, em 75%. Isso demonstra que estamos falando de um importante instrumento para as ações de fiscalização de saúde. Temos que investir em ações educativas para mudar esse quadro”, destacou o ministro da Saúde, Arthur Chioro. Os dados citados pelo ministro são do Estudo da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet). Em 2013, um levantamento da Rede Sarah apontou que 80% dos passageiros do banco da frente deixariam de morrer se os cintos do banco de trás fossem usados com regularidade.

O segundo volume da Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) foi feito em 64 mil domicílios em 1.600 municípios de todo o país entre agosto de 2013 e fevereiro de 2014. O estudo é considerado o mais completo inquérito de saúde do Brasil e traz dados inéditos sobre vários aspectos, entre eles, acidente no trânsito, acesso aos serviços de saúde (atendimento e medicamentos) e violência. A pesquisa serve de base para que o Ministério da Saúde possa traçar suas políticas públicas para os próximos anos.

Durante o levantamento, foram coletadas informações sobre toda a família a partir de entrevistas com cerca de 205 mil indivíduos em domicílio, escolhidos por meio de sorteio entre os moradores da residência para responder ao questionário. Uma terceira fase da pesquisa trará informações resultadas dos exames de sangue, urina e aferição da pressão arterial dos brasileiros.

USO DE CAPACETES – Também preocupa o percentual de pessoas que vivem na área rural que deixam de usar o capacete quando estão como passageiros em motocicletas. Do total de entrevistados, 80,1% afirmaram usar capacete mesmo quando não estão dirigindo, mas esse índice cai para 59% se consideramos somente os moradores da área rural.
A pesquisa revelou ainda que 4,4 milhões (3,1%) de brasileiros sofreram acidente de trânsito com lesões corporais nos últimos 12 meses anteriores à pesquisa. O número é maior entre os homens 4,5% e 1,8% mulheres. Do total de pessoas que sofreram acidentes, 47,2% deixaram de realizar atividades habituais, 7,7% tiveram que ser internadas 15,2% tiveram sequelas ou incapacidades.

No Brasil, 42,2 mil pessoas morreram por conta de acidentes de trânsito em 2013, sendo 12.040 envolvendo motocicletas. Foram registrados no ano passado, mais de 127 mil internações por conta desses acidentes, o que representa um gasto de R$ 183,1 milhões para o SUS. Os acidentes por moto responderam por 83,4 mil internações.
O Ministério da Saúde está propondo uma série de ações intersetoriais para a promoção de uma política específica de prevenção aos acidentes de trânsito, principalmente moto. Entre as propostas que estão em estudo, destaca-se o uso de equipamentos, a melhor capacitação para habilitação e ações na área de fiscalização. Essa discussão será levada para o 2º Road Safety, Conferência Global de Alto Nível sobre Segurança no Trânsito, que será realizado no Brasil em novembro com o objetivo de repactuar metas e traçar novas estratégias do governo e da sociedade para garantir a segurança da população e salvar milhões de vidas.

VIOLÊNCIA – Ao abordar a questão da violência, 3,1% da população afirmaram terem sofrido alguma violência ou agressão de pessoa desconhecida nos últimos 12 meses anteriores. Homens sofrem mais agressão por pessoas desconhecidas (3,7%) e as mulheres são as maiores vítimas de agressão por pessoas conhecidas (3,1%).

Do total de pessoas que sofreram violência, 20,9% tiveram alguma lesão corporal devido à violência ou agressão por pessoas desconhecidas, sendo mais da metade homens (28,6%) e 11,4%, mulheres. Um grupo um pouco menor (17,9%) diz ter recebido algum tipo de assistência de saúde. As mulheres foram as que mais buscaram assistência, 20,8%, enquanto esse índice entre os homens foi de 12,3%.

Uma ação importante voltada à violência contra a mulher foi anunciada este ano pelo governo federal. Portaria assinada pelo Ministério da Saúde, da Justiça e pela Secretaria de Políticas para as Mulheres estabelece novas diretrizes para a integração do atendimento às vítimas de violência sexual pelos profissionais de segurança públicas e de saúde do SUS.
O objetivo é implementar em âmbito nacional o registro de informações e a coleta de vestígios durante o atendimento às vítimas nos em hospitais, tornando a assistência mais humanizada e reduzindo a exposição da pessoa que sofreu violência. O registro de informações e coleta de vestígios no momento do atendimento em saúde também contribui para o combate à impunidade, com a realização de exames nas primeiras horas após a violência.

Abrindo um Grupo de Escoteiros

Nossa missão é formar líderes e mais cedo ou mais tarde seu filho ou filha será um grande líder, mas cedo se ele for Escoteiro! Para que seu filho seja Escoteiro ele precisa participar de um grupo que tal fazer isso em 5 passos.

1º passo. Equipe de interesse: é a primeira manifestação para o nascimento de um Grupo Escoteiro.

a. Quem dá esse passo? Existem vários atores que podem ter essa primeira iniciativa: comunidade, poder público, empresas, igrejas, grupos de jovens, escolas.

b. Uma única pessoa pode ser o primeiro contato? Sim, uma única pessoa pode ser o primeiro contato até porque de forma natural haverá agregação de outras pessoas ao longo do caminho para abertura do grupo.

2º passo. Contatar a Associação Pernambucana de Escoteiros – esse passo é talvez o mais importante de todos, pois é necessário que o grupo seja constituído de forma a não sofrer dificuldades no futuro sobre sua própria função.

a. Onde eu encontro a Associação Pernambucana de Escoteiros? pelo telefone e zap: 9905-0371

3º passo – Capacitação. Antes da Assembléia de Fundação do Grupo a equipe de interesse deve passar por uma capacitação para que tenha os conhecimentos mínimos da pratica do Escotismo sua história seu método e como administrar o grupo.

4º passo – Fundação – Marcada a assembléia geral nela a comunidade é convidada a participar, é muito importantes que tenha havido uma ampla divulgação na comunidade para que possam se sentir também responsáveis por um evento tão importante quanto a fundação de um Grupo Escoteiro em sua comunidade.

5º passo – Promessa – com capacitação mínima os chefes que devem ter feito suas promessas na direção da APE agora irão executar a promessa dos jovens, esta deve ser única evitando fazê- la coletivamente se tiver dez jovens devem ser feitas dez promessas individuais essa será a data de fundação do grupo.

Cumpridos esses 5 passos estamos agora diante de um Grupo Escoteiro que vai mudar a história da cidade, sua comunidade jamais será a mesma. A juventude agora tem um espaço saudável dirigido por pessoas saudáveis e onde fará amigos para o resto da vida e lá viverá as melhores experiências da juventude. Nossa missão é formar líderes para liderar o mundo. A participação social e política e imprescindível para a formação do cidadão, nossos Escoteiros devem ser homens e mulheres que se doam “Por Um Mundo Melhor”.

Diretoria de Crescimento e expansão da Associação Pernambucana de Escoteirismo.

Projeto Restingas de Igarassu 2019.

Dia 20 de Dezembro de 2019, dando continuedade ao projeto Restingas de Igarassu, foi realizada uma expedição à restingas para verificar o crescimento e fixação das mudas que foram plantados nos últimos anos, com o apoio tecnopedagogico da Agenda 21 de Igarassu foi realizada a contagem de espécimes vegetais com ocorrência nas restingas, foi também detectada a presença de aves e animais que estão se alimentando de frutas e até cavando tocas no local o que demonstra que o plantio de árvores frutíferas nativas tem surtido efeito de atração desses animais. Algo interessante é a detecção de algumas árvores estarem atingidos 10 e até 15 metros características de Mata Atlântica superior, detectamos algumas espécies exóticas. As espécies nativas estão florando e frutificando o que garante a reprodução espontânea e a ampliação natural da cobertura florestal, vimos também que ainda o problema dos incêndios que são uma grande dificuldade no processo de recuperação.Foi explicado aos Escoteiros da importância do bioma da restinga para a sobrevivência dos animais que vivem no manguezal sendo fixas ou migratórias, foram recolhidos propágulos, que são como sementes de manguezal em forma de caneta que se desprendem da árvore mãe e se fixam no solo para formar novas árvores de mangue vermelho que tem grande importância biológica e econômica já que é suas raízes onde as ostras se fixam, os propágulos serão utilizados na instalação de um Viveiro de Manguezal que será utilizado para repovoar com novas árvores áreas degradadas, importante esclarecer que os propágulos recolhidos são os que estavam desidratando ao sol e que certamente morreriam se não fossem plantados em lugar adequado. A professora Genilse Gonçalves da Agenda 21 de Igarassu fez as orientações sobre o correto recolhimento das sementes e como realizar o plantio para posterior transplante.

Escoteiros instalam Viveiro de Manguezal!

Neste sábado 21 de dezembro de 2019, os Escoteiros de Igarassu de Igarassu tiveram um dia bastante proveitoso e cheio de conquistas das mais relevantes. Foi realizada a confraternização dos Escoteiros de Igarassu onde realizada uma retrospectiva das conquistas dos últimos anos, os Lobinhos fizeram uma linda apresentação de Natal, a decoração foi por conta da Chefe Lu e Chefe Elisângela totalmente reaproveitada de garrafas pets, cds e outros materiais. Neste mesmo dia o prefeito Mário Ricardo, o primeiro prefeito Escoteiro de Igarassu, assinou 5 leis municipais referentes aos Escoteirismo e de autoria do Vereador Elvis Henrique são:

Lei Municipal 3.146/2019 – Reconhece o dia 29 de Outubro como dia Municipal do Escoteirismo, e cria a Semana do Escoteirismo e cria o Projeto Escoteiro Por Um Dia.
Lei Municipal 3.147/2019 – Reconhece a Utilidade Pública Municipal da Associação Pernambucana de Escoteirismo – APE.
Lei Municipal 3.148/2019 – Cria a Casa dos Escoteiros e a Praça do Escoteirismo.
3.149/2019 – Reconhece a AAssociação Pernambucana de Escoteirismo – APE e seus Escoteiros associados como Guardiões Perpétuos do: Manguezal, das Florestas de Igarassu e do Meio Ambiente de Igarassu. Reconhece ainda o Chefe Narciso Félix de Araújo como patrono Perpétuo do Escoteirismo de Igarassu e como Patrimônio Humano de Igarassu.
3.150/2019 – Cria o Memorial Vida e Obra do Chefe Escoteiro Narciso Felix de Araújo. “Aos 48 anos dos Escoteiros de Igarassu e aos 102 da Associação Pernambucana de Escoteirismo tenho a grande honra de sancionar essa conjunto de leis que reconhecem a importância do Escoteirismo em nossa cidade, o prazer para mim é bem mais pois há muitos anos eu estava no mesmo lugar que vocês estão se uniforme de meião, ansioso pelo lanche e ouvindo o Chefe Narciso, nesses eu não poderia imaginar que seria prefeito de Igarassu, meus aprendizados no grupo ainda hoje são a bússola moral das minhas decisões a Promessa Escoteira é algo de que não se esquece nem o tempo apaga e digo a vocês que a honra toda minha neste dia, disse o Mário Ricardo, prefeito de Igarassu.” “Este ano foi só de conquistas além das leis que o prefeito acabou de sancionar tivemos a satisfação de ter o Chefe Gilmar como contemplado do Prêmio Vasconcelos Sobrinho o prêmio mais importante para ambientalistas de Pernambuco outorgado pelo CPRH o que demonstra nosso ernorme compromisso com a preservação do Meio Ambiente com o desenvolvimento sustentável, afirma Chefe Anna Rosa, presidente da Associação Pernambucana de Escoteirismo.” Nossa atuaçao enquanto educadores é o que faz a diferença na vida dos jovens é muito bom termos hoje conosco um prefeito que foi escoteiro do nosso grupo e que agora está sendo um exemplo para nossos jovens, Chefe Antônio Jorge, presidente dos Escoteiros de Igarassu.” Após a solenidade de assinatura das Leis foi realizada instalação do Primeiro Viveiro de Mudas da Mangue de Pernambuco as margens do Rio São Domingos onde fica sua foz em estuário. ” O Manguezal tem muitas funções ecológicas que afetam diretamente a sociedade humana, evitam o assoreamento da linha costeira, são abrigo e local de reprodução para diversas espécies marinhas de interesse comercial, protegem do avanço do mar 3 tsunamis as cidades onde existem, colaboram da captura de carbono, ajudam a reduzir o aquecimento global e são um potencial turístico ainda inexplorado, apesar de tudo isso o manguezal vem sofrendo com desmatamento e especulação imobiliária o vem reduzindo sua área que representa um perigo para a sustentabilidade do bioma e da economia da cidade, afirma a bióloga e educadora Genilse Gonçalves que e membro da Agenda 21. ” Sempre tive uma enorme admiração pelo Escoteiros e hoje mais ainda mais agora com a instalação desse viveiro, enquanto professora sei do quanto é importante o Escoteirismo na vida dos jovens o compromisso dos chefes e dos Escoteiros é também nosso compromisso com a preservação do Meio Ambiente, sabemos também que o manguezal é uma fonte de riqueza para muitas famílias de nossa cidade o que torna essa ação mais importante do que pode imaginar pois está conectada a centenas de famílias que dependem do manguezal para sobreviver, como vice prefeita agradeço imensamente a esta ação que vai melhorar a vida das pessoas de Igarassu, Elcione Ramos – vice prefeita de Igarassu. Esse evento contou com a presença de:

Pais, Lobinhos, Escoteiros,

Chefes: Antônio Jorge, Anna Rosa, Lurdes, Elisângela, Ângela Lima, Gilmar Gonçalves, Mariana Bezerra, Vinnycius José, Vinícius Guedes, Jhonattan

Prefeito de Igarassu: Mario Ricardo

Vice prefeita: Elcione Ramos

Secretário da Cidade: Amaury Henrique

Secretaria de Juventude: Renata Melo

Secretário de Articulação Social e Chefe Escoteiro: Gilmar Gonçalves

Empresário: Miguel Ricardo

Assessores executivos: Péricles da Rocha e Cinthia.

Bióloga e educadora: Genilse Gonçalves

Socióloga: Pergentina Vilarim

Engenheiro de pesca: Felipe César

Líderes Comunitários: Charles Sobral da Maria Cecília, Eric da Comunidade Miguel Arraes e Makso Leone

Conselheiro Tutelar: Fernando Bezerra

Conselheiro Tutelar: Jorge Mariano